Silves adere à Rede Solidária do Medicamento onde já estão Faro e Loulé

O município de Silves pretende, assim, levar os medicamentos necessários à sua população mais carenciada.

A Câmara Municipal de Silves (CMS) e a Associação Dignitude (instituição particular de solidariedade social com sede em Coimbra) assinaram hoje um protocolo que permitirá a aplicação, no concelho de Silves, do programa «abem: Rede solidária do Medicamento».

O município junta-se a Loulé e a Faro nesta rede.

Rosa Palma, Presidente da CMS e Maria de Belém Roseira, presidente da Dignitude, assinaram o documento pelas 11h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Com o estabelecimento desta parceira garante-se «o acesso ao medicamento em ambulatório por parte de qualquer cidadão que, em Portugal, se encontre numa situação de carência económica que o impossibilite de adquirir os remédios comparticipados que lhe sejam prescritos por receita médica», uma vez que o programa «abem: Rede Solidária do Medicamento», tem por destinatários, em geral, «os indivíduos beneficiários de prestações sociais de solidariedade, mas igualmente todos os que se deparem com uma situação inesperada de carência económica decorrente de desemprego involuntário ou de doença incapacitante, entre outras situações de carência que poderão ser também consideradas».

A colaboração da autarquia silvense, no âmbito do presente protocolo, vai ser traduzida na «disponibilização da sua capacidade agregadora, de envolvimento e de dinamização da sociedade civil e do tecido empresarial para prossecução dos objetivos» deste programa, nomeadamente procurando «colaborar quer na divulgação do mesmo, quer na referenciação de indivíduos socialmente vulneráveis cuja situação seja enquadrável» neste tipo de apoios e na disponibilização de um contributo financeiro para implementação do Programa abem.

Categorias
Regional


Relacionado com: