Bloco de Esquerda denuncia falta de professores na Escola Básica da Guia

Os deputados do Bloco querem ainda saber se vai haver algum reforço curricular para compensar as aulas inexistentes.

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda denunciou hoje, sexta-feira, 1 de fevereiro, «a falta de professores na Escola Básica 1, 2, 3 da Guia, do Agrupamento de Escolas de Albufeira Poente, designadamente em dois horários de Inglês (um completo e um incompleto) e um de Geografia (incompleto). Estes horários estão por preencher desde o início do ano letivo, o que tem levado várias turmas de 3º ciclo a estarem sem aulas desde setembro».

Os deputados João Vasconcelos e Joana Mortágua querem saber «se existem outras situações de falta de professores noutras escolas e que diligências pondera o Ministério da Educação tomar neste caso para garantir que os alunos venham a ter as aulas correspondentes ao seu currículo».

Nesse sentido, o Bloco de Esquerda dirigiu uma pergunta escrita ao Governo sobre a falta de professores na Escola Básica 1, 2, 3 da Guia, no Agrupamento de Escolas de Albufeira Poente.

Os parlamentares bloquistas querem também saber se Tiago Brandão Rodrigues, ministro da educação, prevê alguma forma de reforço curricular para compensar as aulas que não existiram.

Embora a escola tenha tentado por várias vezes fazer este recrutamento, «não tem tido sucesso, e os alunos continuam sem aulas».

O Bloco de Esquerda considera que «o direito à educação destes alunos é gravemente afetado e a falta de professores tornou-se num dos problemas mais importantes do sistema educativo português».

Categorias
Política


Relacionado com: