Portimão recebe nova Unidade de Saúde Móvel

Esta Unidade Móvel permite cuidados de saúde mais próximos da população mais vulnerável.

No dia 5 de fevereiro, terça-feira, foi apresentada publicamente a nova Unidade de Saúde Móvel de Proximidade de Portimão, que irá servir a população dispersa e isolada do concelho, levando cuidados médicos ao domicílio de quem é mais vulnerável e frágil.

Esta nova unidade de saúde resulta de um investimento de 75 mil euros com cofinanciamento pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, no âmbito do Programa Operacional (PO) CRESC Algarve 2020, através da candidatura «Unidades de Saúde Móveis de Proximidade», apresentada pela ARS em parceria com o município de Portimão, e que teve uma comparticipação de 15 mil euros.

Na cerimónia de apresentação da nova Unidade Móvel de Saúde, realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho portimonense, estiveram presentes o presidente da Assembleia Municipal de Portimão, João Vieira, a presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes e o presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado, bem como algumas entidades oficiais e parceiros da Rede de Acção Social do município.

Na ocasião o Presidente da ARS Algarve, Paulo Morgado, afirmou que «esta é uma das dez Unidades Móveis de Saúde para o Algarve» e que em boa hora Portimão decidiu integrar «o grupo dos dez municípios que abraçaram este projeto para a Região». Acrescentou ainda que este é «um investimento global de 750 mil euros com o qual se pretende levar o serviço nacional de saúde mais perto das pessoas, principalmente das mais vulneráveis».

Segundo o responsável da ARS Algarve as novas unidades móveis de saúde estão equipadas com meios do século XXI, avançando com a ideia de que cada unidade é como se fosse um «centro de sáude em 4 rodas».

Para a presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes, a nova Unidade de Saúde Móvel significa «dar um passo em frente nos cuidados de saúde», reafirmando a ideia de que o «Serviço Nacional de Saúde tem que ser uma realidade para todos e que a saúde de proximidade é uma emergência».

Com a descentralização na ordem do dia, Isilda Gomes reforçou a ideia de que «estamos a dar passos importantíssimos com a descentralização, com mais saúde, mais solidariedade e mais igualdade».

Após a apresentação no Salão Nobre nos Paços do Concelho, todos os presentes tiveram a oportunidade de conhecer a Unidade de Saúde Móvel estacionada em frente aos Paços do Concelho para ver de perto as condições que a mesma oferece, permitindo prestar atos de saúde programados, médicos, de enfermagem e outros.

Categorias
Destaque


Relacionado com: