António Folha: «Não merecíamos este resultado tão pesado»

No final da partida que opôs Portimonense a FC Porto, disputada hoje, sábado, 13 de abril, e que terminou com a vitória dos «dragões» por 0-3, António Folha, técnico...

No final da partida que opôs Portimonense a FC Porto, disputada hoje, sábado, 13 de abril, e que terminou com a vitória dos «dragões» por 0-3, António Folha, técnico dos anfitriões, considerou o resultado «excessivo» para o que se passou em campo, realçando que a equipa do Portimonense «na primeira parte jogou bem e teve oportunidades para marcar».

Na visão do técnico algarvio, os alvinegros jogaram com «qualidade» e não mereciam uma derrota «tão pesada». O treinador do Portimonense relembrou ainda que a sua equipa «joga sempre de forma ofensiva, sem medo de perder».

Sobre o perigo da despromoção, que ainda existe para os homens de Portimão, António Folha considera que «existem outras equipas que têm de se preocupar mais que nós». Para os jogos que restam do campeonato, o timoneiro dos algarvios prometeu trabalho, porque «é a vontade de trabalhar que nos alimenta».

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto.

Já Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, destacou que a sua equipa conseguiu «o principal objetivo» para este jogo «muito difícil, contra uma boa equipa». «Era necessário estarmos bem preparados», esclarece o técnico dos «dragões», acrescentando que a sua equipa conseguiu «explorar as fragilidades defensivas do Portimonense». Sérgio Conceição relembrou que «os outros dois grandes não passaram» no estádio dos alvinegros.

Sobre o elevado número de jogos, 50 ao todo, nesta época, o «comandante» dos «azuis e brancos» desvalorizou: «em Inglaterra jogam muitos jogos, a um ritmo muito elevado, e não se queixam».

Lembrando que dá sempre mais valor «ao coletivo que ao individual», Sérgio Conceição concluiu: «o nosso principal objetivo é o campeonato, é essa a nossa Champions League».

Categorias
Destaque


Relacionado com: