Portimonense vence Benfica por 2-0

Os algarvios aproveitaram dois auto-golos dos centrais benfiquistas e conquistaram 3 pontos, numa partida que ficou ainda marcada pela expulsão de Jonas. Foi a primeira vez que os algarvios venceram o Benfica.

O Portimonense recebeu o Benfica hoje, dia 2 de janeiro, naquele que foi o primeiro jogo da equipa algarvia neste novo ano civil. A partida contou para a 15ª jornada. Nem o tempo frio demoveu a presença de público – o Portimão Estádio registou lotação praticamente esgotada.

Os algarvios entraram bem, instalando-se no meio campo encarnado e praticando um futebol personalizado. Logo aos 12 minutos, Manafá trabalhou na esquerda e cruzou para a área, onde Rúben Dias desviou para a própria baliza. O azar de uns é a sorte de outros, e estava aberto o marcador no Estádio Municipal de Portimão.

O Benfica tentou responder ao tento portimonense. Aos 18 minutos Jonas, já perto da pequena área, atirou para uma boa defesa de Ricardo Ferreira, após tirar dois adversários do caminho. Mas, logo de seguida, Jackson Martinez apareceu isolado a pentear um cruzamento, obrigando Odysseas a defesa segura.

Aos 26 minutos Zivkovic tirou um cruzamento na direita do ataque encarnado que encontrou a cabeça de Jardel. Ricardo Ferreira estava atento e respondeu com uma sólida defesa.

O Portimonense dava a ideia de baixar um pouco as linhas, mas sempre que recuperavam a bola os jogadores do conjunto algarvio saíam com rapidez e perigo para o ataque, mantendo o Benfica em sentido.

O cronómetro marcava 36 minutos quando a equipa lisboeta beneficiou de um livre em posição frontal. Na cobrança, Jonas atirou por cima da baliza de Ricardo Ferreira.

Aos 38 minutos dançou-se o cha cha cha em Portimão. Jackson Martinez apareceu isolado e fez um chapéu a Odysseas, tirando o guardião da jogada. Ao tentar o alívio, Jardel colocou a bola na própria baliza. Mais um auto-golo, mais uma oferta dos encarnados para o Portimonense. Estava feito o 2-0.

O Benfica tentava desmontar a bem organizada defensiva algarvia, mas a tarefa mostrava-se muito complicada. O intervalo chegava com os algarvios em vantagem, num jogo que iam controlando apesar dos encarnados terem mais bola.

A segunda parte contou com uma entrada forte do Benfica, que dispôs de excelente oportunidade para empatar por Jonas – em frente à baliza cabeceou por cima, após uma assistência de Seferovic. Aos 54 minutos foi Grimaldo a aparecer em boa posição e a atirar cruzado. O remate sofreu um desvio e passou muito perto da baliza de Ricardo Ferreira.

Na resposta, Manafá surgiu na cara de Odysseas após uma grande cavalgada pelo flanco esquerdo algarvio. O Guardião do Benfica fez uma enorme mancha e salvou os encarnados do terceiro. O jogo estava eletrizante!

As águias iam carregando mas a organização defensiva do Portimonense ia-se mostrando a toda a prova. E, sempre que subiam, os algarvios criavam perigo. Aos 67 minutos, Nakajima assistiu Paulinho, que tirou um adversário do caminho e atirou em jeito para grande defesa de Odysseas Vlachodimos.

A tarefa estava muito complicada para a equipa da capital, e ficaria ainda pior aos 72 minutos. Jonas tem uma entrada muito imprudente sobre Ricardo Ferreira. Após consulta ao VAR, Manuel Mota mostrou o vermelho direto ao avançado brasileiro do Benfica.

Esta expulsão tirou algum discernimento aos comandados de Rui Vitória. O Portimonense manteve a tranquilidade que ia mostrando, e segurou com naturalidade a vantagem que conquistou na primeira parte, dispondo ainda de uma boa oportunidade para ampliar a vantagem no período de descontos, quando João Carlos proporcionou boa defesa (mais uma) a Odysseas.

No final do jogo, os adeptos do Benfica mostraram lenços brancos à equipa e treinador, tendo ainda acendido duas tochas, que não causaram qualquer incêndio ou pânico junto dos presentes, e foram rapidamente neutralizadas pelos bombeiros de serviço ao jogo.

A equipa de António Folha ocupa agora, à condição, a 7ª posição, com 23 pontos. No próximo dia 5 de janeiro, sábado, desloca-se à Madeira, onde vai defrontar o Marítimo, partida a contar para a jornada 16 da Primeira Liga.

Portimonense vs Benfica

Portimão Estádio, Portimão

Portimonense – Ricardo Ferreira, Tormena, Rúben Fernandes, Jadson, Wilson Manafá, Dener, Ewerton, Pedro Sá, Paulinho (Lucas Fernandes, 77 min), Shoya Nakajima (Wellington, 89 min), Jackson Martinez (João Carlos, 86 min).
Treinador: António Folha
Suplentes não utilizados: Leo, Marcel, Hackman, Felipe Macedo.

Benfica – Odysseas Vlachodimos, Grimaldo, Jardel, Rúben Dias, André Almeida (João Félix, 80 min), Fejsa, Gedson (Seferovic, 45 min), Pizzi, Franco Cervi (Salvio, 45 min), Zivkovic, Jonas
Treinador: Rui Vitória
Suplentes não utilizados: Svilar, Gabriel, Krovinovic, Samaris.

Árbitro: Manuel Mota (VAR: António Nobre)

Golos: Rúben Dias (auto-golo, 12 min), Jardel (auto-golo, 38 min)
Amarelos: Cervi (22 min), Jonas (63 min), Paulinho (63 min), Jackson Martinez (79 min)
Vermelhos: Jonas (72 min – vermelho direto).

Categorias
Desporto


Relacionado com: