Concurso «Música Já» do IPDJ leva vencedor ao palco do Festival F

O Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) de Faro vai celebrar os 90 anos do nascimento do músico Zeca Afonso, com a organização do concurso de música moderna «Música Já», onde serão escolhidos os melhores artistas do Algarve.

A apresentação pública do evento decorreu segunda-feira, dia 25, no Auditório do IPDJ, em Faro, e contou com a presença do diretor Custódio Moreno, Paulo Santos, vice-presidente da Câmara Municipal e Afonso Dias, membro do Núcleo de Faro da Associação José Afonso.

Custódio Moreno confidenciou que este concurso já estava pensado há algum tempo. «O voltar a dar palco aos jovens é um sonho nosso desde que tomámos posse. Começámos a perceber que este projeto tinha pernas para andar quando ainda falávamos do mesmo de uma forma informal. Depois, foi com grande entusiasmo, que percebemos que as outras entidades alinhavam».

Apesar de o concurso pretender homenagear José Afonso, os participantes não terão de reinterpretar nenhuma canção do músico de Abril, segundo explicou Paulo Santos. O regulamento «não obriga, nem restringe, a que os artistas interpretem obras de Zeca Afonso. O objetivo é que essas inspirem os músicos e sejam um mote para a apresentação dos seus trabalhos».

As inscrições decorrem entre os dias 1 e 24 de março e qualquer jovem entre os 14 e os 30 anos, residente no Algarve e sem contrato discográfico pode inscrever-se.

Os três primeiros classificados terão a oportunidade de ver o seu original a tocar no airplay diário da Rádio Universitária do Algarve (RUA). Além disso, o primeiro lugar terá direito à gravação de um EP, no estúdio da produtora Mentecapta, com videoclipe produzido pela escola técnica ETIC_Algarve, e a uma atuação num dos palcos do Festival F 2019. Já o segundo classificado receberá um cheque-formação, no valor de 2000 euros da ETIC_Algarve e terá o privilégio de atuar na festa de Receção ao Caloiro 2019. Por fim, quem ocupar a terceira posição, terá a oportunidade de atuar em formato showcase numa loja Fnac do país.

Quanto às expetativas, o diretor do IPDJ espera «algumas dezenas de inscrições», uma vez que «a criatividade dos jovens» não é algo que o «preocupe». A final da competição está marcada para sábado, dia 27 de abril e, até à deliberação do júri, o público terá o prazer de ouvir um concerto com reinterpretações de alguns temas de Zeca Afonso por Mauro Amaral. «José Afonso foi um artista sublime e esta Associação formou-se com o propósito de o honrar e de manter vivo o seu legado, logo é uma honra e uma obrigação estarmos associados a este evento», disse.

Paulo Santos finalizou, afirmando que a Câmara Municipal de Faro estará sempre disponível para apoiar estas iniciativas. «Os concursos de música foram-se perdendo, por isso, acho que é importante haver oportunidade para os jovens algarvios atuarem em palcos como o Festival F, uma vez que é um dos principais eventos de música portuguesa do país. A escolha do projeto musical vencedor terá uma qualidade que se integrará facilmente no Festival».

Categorias
Cultura


Relacionado com: