«Under Scapes» estuda mina de sal-gema de Loulé

A cidade de Loulé recebe, de 29 de agosto a 4 de setembro, o Workshop Internacional de Arquitetura “Under Scapes”, uma iniciativa da Câmara Municipal de Loulé, com direção científica de Campos Costa Arquitetos. Tendo a Mina de Sal-Gema de Loulé como ponto de partida, a discussão sobre o programa de intervenção nas minas constitui um dos desafios deste workshop.

Nesta iniciativa irão participar estudantes e professores de seis escolas europeias de arquitetura paisagista: FAUP – Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, ISA – Instituto Superior de Agronomia de Lisboa, IUAV – Università di Architettura di Venezia (Itália), ETSAB – Escola Tecnica Superior d’Arquitectura de Barcelona (Espanha), Akademie der binden Kunste Wien (Áustria) e
PWR – Wroclaw University of Technology (Polónia).

Filipa de Castro Guerreiro, Eduardo Pinto, Leonor Themudo Barata, Stefano Tornieri, Michelle Howard, Thamsz Glowacki, Johannes Kuehn, Emilia Giorgi, Margherita VAnore, Duarte Santo, Jordi Bellmunt e João Soares são os tutores convidados.

Para além da visita à Mina de Sal-Gema, no programa do Workshop destaca-se a receção no Salão Nobre dos Paços do Concelho e presença na Noite Branca de todos os participantes, visita guiada ao Santuário da Mãe Soberana, sessão preparatória no Convento Espírito Santo e enquadramento pelo diretor de departamento de Urbanismo do Município, Manuel Vieira, e pelo consultor da Autarquia para esta área, Carlos Delgado. No encerramento desta iniciativa, na sexta-feira, dia 4, entre as 17h00 e as 20h00, decorre a apresentação final, numa sessão pública na Sala da Assembleia Municipal, Edifício Engº Duarte Pacheco, com o júri constituído por Emilia Giiorgi (curadora do Museu MAXXI), Johannes Kuehn (do Kuehn Malvezzi Studio).

Recorde-se que a Mina de Sal-Gema localiza-se na Campina de Cima, zona nordeste da cidade. Muitos quilómetros de galerias estendem-se sob a cidade e é aí, entre os 230 e 270 metros de profundidade, que é extraído sal-gema de grande pureza, destinado ao uso industrial e ao degelo das estradas associado à segurança das vias rodoviárias.

Existe um projeto de Turismo Mineiro para este local, que tem como objetivo diversificar a oferta turística do Concelho e da região e que assenta em três vertentes fundamentais: uma área para serviços de “storage”, isto é para armazenagem documental, um Parque Temático/Museu do Sal e a criação de um hotel com quartos e SPA.

Fotos: Bruno Filipe Pires.

Categorias
Regional


Relacionado com: