Novo vídeo marca regresso de Portimão à promoção na BTL

«Portimão, vem comigo» é o novo filme promocional de quase quatro minutos sobre este destino turístico, que, em 24 horas, foi visualizado no Facebook mais de 39 mil vezes, partilhado por mais de 1315 pessoas, alcançando mais de 128 mil pessoas

Foram três anos sem apresentações de arromba na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). Este ano, ainda que com uma presença mais comedida do que as anteriores, a Câmara Municipal de Portimão não deixou passar a oportunidade de mostrar o que de melhor tem para oferecer aos visitantes.

Assim, através da Associação de Turismo de Portimão, esteve naquela que é a feira mais importante do sector em Portugal, que reúne empresas, entidades e instituições que se multiplicam em ações de divulgação da oferta turística.

O concelho algarvio resolveu explicar em vídeo, num pequeno filme de quase quatro minutos, o que o turista pode encontrar. Jogou com o que melhor tem: eventos de renome, artistas locais e imagens apelativas dos pequenos recantos das três freguesias. Lançado pela primeira vez na BTL e em simultâneo nas redes sociais, em apenas 24 horas, tornou-se, segundo a autarquia, um sucesso, obtendo mais de 39 mil visualizações, 1315 partilhas, num alcance de mais de 128 mil pessoas, números que continuaram a aumentar ao longo da semana.

«Nos últimos três anos, não fizemos aqui nenhuma apresentação, porque estivemos a trabalhar para criar sustentabilidade», mas agora «Portimão está de novo de portas abertas a estas iniciativas», justificou Isilda Gomes, presidente da Câmara Municipal de Portimão.

O sucesso do percurso de sustentabilidade, mas também a necessidade de gerar atratividade, levam a que a autarca considere que seja essencial promover «iniciativas desta grandiosidade, caso contrário será mais um [concelho] igual a todos os outros». Aliás, são eventos, como a Motonáutica, Taça de Ginástica Rítmica, Superbikes que levam àquele município algarvio muitos portugueses e estrangeiros, participantes e equipas, que podem depois voltar a escolher este destino para as férias.

«Temos que fazer este investimento de colocar Portimão no mapa e é desta forma, com estes parceiros, a quem quero agradecer todo o apoio e disponibilidade para connosco trabalhar, que conseguimos ter estes eventos», resumiu a edil.

Aliás, foi por esta razão que o município colocou os parceiros a apresentá-las, ficando apenas a autarca encarregue de desvendar o cartaz de animação musical do próximo Festival da Sardinha, que decorre entre 2 e 6 de agosto.

«Este ano temos um cartaz muito rico, sendo um evento que nos orgulha e que leva milhares à zona ribeirinha de Portimão. Assim, no dia 2 de agosto temos a Áurea, no dia 3 os Reflect, um grupo local, porque todos os anos dedicamos um dia aos grupos locais, pois queremos que também sejam conhecidos e tenham visibilidade externa. Já no dia 4 temos os Àtoa, no dia 5, a Cuca Roseta e, no dia 6 de agosto, o João Só», anunciou.

F1 de Motonáutica é evento perfeito para Portimão

«Portimão é uma cidade muito sui generis para realizar a F1 de Motonáutica, pois as pessoas não precisam de se deslocar para o local da prova. Fica dentro da cidade. Vou a variados locais na China ou Ásia e é extremamente difícil. São poucos os que têm a capacidade logística de Portimão», sublinhou Luís Miguel Ribeiro, comissário da Federação Internacional e diretor do Grande Prémio de Portimão /Algarve F1 da Motonáutica, que decorre entre 21 a 23 de abril.

A cidade ribeirinha tem sido um marco nesta modalidade desportiva, recebendo a prova desde 1999, realizada todos os anos até 2011. Após um interregno de cinco anos, em 2016 voltou às águas do Arade, após um esforço da Câmara Municipal de Portimão, da organização e da Administração dos Portos de Sines do Algarve, que fizeram um intervenção de desassoreamento. Essas obras permitem que a modalidade volte ao Algarve em abril.

Luís Miguel Ribeiro, que admite um carinho especial por Portimão por ter sido a cidade onde começou a sua carreira como comissário internacional, tem a responsabilidade de todas as provas do Campeonato do Mundo de F1 desde 2010. «Este é um campeonato profissional, com cerca de dez equipas, constituídas por pilotos e mecânicos», o que representa um número elevado de pessoas em Portimão, disse. «Penso que, em termos de ocupação hoteleira, serão entre as 400 e as 500 noites em hotel, em três dias, o que é já um número significativo», assegurou.

O casamento entre a F1 de Motonáutica e Portimão tem dado frutos, até porque ambos dependem um do outro, considerou. «A F1 precisa de locais como Portimão, que deem visibilidade a este tipo de eventos, e a cidade acaba por ter uma exposição muito grande», justificou. Só a nível de mediatismo em televisão são cerca de 900 horas, um número elevado para um evento que dura três dias e para provas que não duram mais do que 40 minutos.

Maio é mês de tacadas abaixo do par

O Open de Portugal volta a Portimão após uma pausa de sete anos, estando agendado para entre 11 e 14 de maio, nos campos do Hotel e Golfe Resort do Morgado do Reguengo, do grupo Nau.
Na propriedade com mil hectares, no concelho portimonense, vão estar mais de 150 profissionais a tentar a melhor performance para conquistar o título.

Segundo Mário Azevedo Ferreira, presidente do conselho executivo do grupo Nau Hotels e Resorts, a volta da prova partiu de um esforço que pretende «colocar o Morgado do Reguengo no mapa internacional das competições de golfe». Por isso, em 2014 o grupo começou a promover competições amadoras, a organizar torneios, mas tinha a ambição de saltar para as competições internacionais. «Há um ano, em conversa com Miguel Freitas de Sousa, hoje presidente da Federação Portuguesa de Golfe, lancei o desafio de tentarmos receber no Morgado um torneio do Challenge Tour. Consegui convencer os meus acionistas a colocarem os meios necessários, que são muitos, para conseguirmos organizar um torneio desta natureza. Tivemos a sorte de ter escolhido um período do ano, maio, que é quando o European Tour regressa de um périplo pela Oceânia, África, Ásia e regressa à Europa», contou.

É o regresso do Open de Portugal, que não se realiza desde 2010, contando com o forte apoio da Câmara Municipal de Portimão. Os promotores serão o grupo hoteleiro, a Federação de Golfe, a PGA, sendo ainda de assinalar o apoio da Região de Turismo do Algarve. O grupo já confirmou o patrocínio do Millenium BCP, estando ainda em negociações com o Turismo de Portugal.

Para já, o grupo irá fazer intervenções nos campos de golfe, que tem um grau de dificuldade elevado. «Vamos aumentar 12 buracos, sendo que este passará a ser o campo mais longo do país, com cerca de 6850 metros», adiantou.

«Temos um acordo por três anos, quer o grupo Nau com a Federação, quer nós em conjunto com o European Tour para que a prova se realize no Morgado, em Portimão. Será uma grande prova, sem dúvida», afiançou Mário Ferreira.

Arena recebe Taça do Mundo de Ginástica Rítmica

O Portimão Arena estará ocupado entre 12 e 14 de maio com as melhores ginastas do mundo, pois a cidade volta a ser o palco da Taça do Mundo de Ginástica Rítmica.
João Paulo Rocha, presidente da Federação de Ginástica Portuguesa, recordou que a cidade tem sido a casa desta modalidade, promovendo torneios internacionais, que começaram há trinta anos, em 1987. Portimão recebeu 25 destas competições, até 2011. Aliás, em 2006, com a inauguração do Portimão Arena este equipamento começou a receber a Taça do Mundo de Ginástica Rítmica. «E nas seis edições subsequentes esse evento foi sempre apelidado como a melhor etapa desta prova. Portanto, o mundo está de olhos postos neste retornar» a casa, assegurou João Paulo Rocha. Para já, estão confirmados 17 países, como a Rússia, Bielorrússia, Espanha, Itália, líderes mundiais nesta disciplina. «Temos cinco dos oito conjuntos finalistas dos Jogos Olímpicos. Vai ser um espetáculo incrível», adiantou ainda o presidente da Federação.

Autódromo recebe Superbikes e Le Mans Series

«Este ano vamos ter de volta o Mundial de Superbikes no circuito. Foi uma luta difícil conseguir renovar o acordo. Mas esta é a prova rainha do mundial de velocidade, em conjunto com o mundial GP, um grande evento que tem cobertura mundial em todas as televisões e um alcance enorme em termos de representatividade mundial», explicou Paulo Pinheiro, CEO do Autódromo Internacional do Algarve. Será de 15 a 17 de setembro. A prova de Superbikes deverá fazer deslocar ao Algarve cerca de seis mil pessoas, entre equipas, jornalistas e membros da organização, sendo esperados cerca de 20 mil espetadores. «Vamos ter também o retorno do European Le Mans Series», de 20 a 22 de outubro, concluiu. São duas provas em início de época baixa que, para o CEO do Autódromo, ajudam a colmatar a sazonalidade.

Categorias
Regional


Relacionado com: