Messines inaugura percurso pela arte do latoeiro a 24 de agosto

Onze ruas da vila de Messines são abrangidas por uma intervenção artística no âmbito do projeto «A Arte do Latoeiro», que visa reativar o ofício da latoaria no concelho de Silves. Trata-se de um itinerário que pretende contribuir para reavivar memórias enraizadas da comunidade relacionadas com este ofício, com os seus artífices e com a própria identidade da vila.

O percurso nasce de uma intervenção de design social e foi construído com a participação da comunidade local e dos novos latoeiros formados para o efeito, que executaram as peças aplicando técnicas antigas numa reinterpretação do ofício, que teve como inspiração elementos do património e vivências locais.

A latoaria é assumida nesta intervenção enquanto fator identitário, mas também como uma atividade com potencial para se afirmar e posicionar São Bartolomeu de Messines como um polo de latoaria no futuro.

No Algarve (e também a nível nacional) a arte da latoaria corre o risco de extinção, por causa da desvalorização e desinvestimento a que esta atividade assistiu nas últimas décadas, o que impediu a renovação de artesãos e sua capacitação para se adaptar aos tempos atuais.

Em 2017 o Projecto TASA/Proactivetur, numa parceria com a Câmara Municipal de Silves e apoio da EDP (Projeto «A arte do latoeiro» – Programa Tradições) conseguiu formar quatro novos latoeiros num modelo de transmissão de saberes mestre-aprendiz. Foi criada uma linha de produtos de latoaria contemporânea. Realizaram-se workshops com escolas e comunidade dando a oportunidade para experimentar os materiais e as técnicas do latoeiro.

O vídeo realizado documenta o processo em que os aprendizes aprendem com o mestre, replicando o que era a prática habitual na preparação de novos artífices e artesãos.

Na segunda fase, a decorrer até Setembro de 2018, a intervenção é consolidada através do reforço da capacitação dos novos latoeiros, do apoio à sustentabilidade da atividade, do envolvimento mais ativo e direto da comunidade com o propósito de tornar a latoaria uma tradição viva, que a vila vive.

O percurso é inaugurado na sexta-feira, dia 24 de agosto às 18h30 (ponto de encontro no Museu das Tradições) e inclui um programa de animação, que inclui um workshop de apitos conduzido pelos novos latoeiros.

Categorias
Regional


Relacionado com: