Faro aprova Orçamento mas Ponte para a Praia implica esforço de 1,12 milhões

As Grandes Opções do Plano e Orçamento 2019 foram aprovados por maioria na última reunião da Câmara Municipal de Faro, que decorreu no dia 6 de novembro, nos Paços do Município. O documento apresenta um valor de 39,7 milhões de euros, o que representa um aumento de mais de 2 milhões face a 2018, segundo informou hoje, 9 de novembro, a autarquia farense.

A prioridade do orçamento para 2019 passa por garantir os projetos fundamentais que partem da iniciativa deste Executivo, como o programa de requalificação do espaço público e artérias (Faro Requalifica), a melhoria do Parque Escolar, a renovação do obsoleto parque automóvel municipal, apoios ao Associativismo e Juntas de Freguesia, o planeamento territorial e o processo de candidatura Faro, Capital europeia da Cultura.

Em termos de Infraestruturas e equipamentos, realçam-se a construção de um parque de campismo na Praia de Faro (449 mil euros mais IVA) cuja obra deverá iniciar-se em setembro de 2019, a remodelação do parque habitacional municipal (cerca de 350 mil euros mais IVA), as requalificações no âmbito do Plano de Ação para a Regeneração Urbana – PARU (150 mil euros mais IVA) e a construção de três salas para o pré-escolar na EB1/JI do Bom João (316 mil euros mais IVA).

Em execução encontra-se já o Polidesportivo da Conceição (2ª fase: 130 mil euros mais IVA).

No que respeita à remodelação de espaço público e rede viária, o Orçamento prevê, entre outras, as seguintes requalificações:

– Estrada Praia de Faro e a rotunda do Aeroporto (1.ª fase: 200 mil euros mais IVA);
– Estrada Mar e Guerra / Patacão (158 mil euros mais IVA);
– Rua da Igreja, Montenegro (100 mil euros mais IVA);
– Troço Av. da República / Jardim Manuel Bívar (100 mil euros mais IVA).

Previstos, com concurso de empreitada a lançar durante o ano de 2019, estão ainda diversas outras realizações como o Centro de Recolha Oficial (canil/gatil municipal), as requalificações da Alameda João de Deus e Mata do Liceu, a construção do Centro Cultural de Bordeira e diversas requalificações de artérias e largos urbanos e das designadas freguesias rurais – com realce para a renovação do Largo do Pé da Cruz e da Praça Ferreira de Almeida.

As remodelações de parques infantis e instalações desportivas, estão também previstas neste orçamento que contempla ainda uma forte componente ambiental e de recuperação de espaços verdes. Tudo isto sem hipotecar o equilíbrio financeiro alcançado em 2017, após sete anos de vigência dos planos de assistência financeira.

Ponte para a Praia de Faro obriga a esforço adicional de 1,12 milhões de euros

Conforme se informara oportunamente, na circunstância de não ter havido propostas para o concurso público de construção da Ponte para a Praia de Faro, lançado em novembro de 2017 e, após infrutíferas negociações com a tutela e com a Sociedade Polis Litoral da Ria Formosa SA, o município de Faro anuncia que irá fazer um esforço adicional, no montante aproximado de 1,12 milhões de euros para viabilizar esta obra da Polis. O novo valor base de construção da ponte ficará assim em 3,52 milhões de euros. O anúncio será divulgado oportunamente.

Trata-se, na verdade, de mais um esforço adicional da autarquia que acontece depois de, em 2009, a autarquia ter comparticipado o investimento com a colocação de cerca de 900 mil euros no capital social da sociedade e de, em agosto de 2016, ter injetado mais 561 mil euros, perante a inexistência de verbas na Polis para assegurar o concurso e a intransigência da tutela.

Categorias
Regional


Relacionado com: