Associação Terras do Infante e Clube de Caçadores de Lagos unidos na defesa da floresta

As associações acordaram a execução de medidas preventivas contra os incêndios.

A Terras do Infante – Associação de Municípios e o Clube de Caçadores de Lagos (CCL) assinaram ontem, quarta-feira, 14 de novembro, um contrato-programa para a execução de ações de silvicultura preventiva visando a defesa da floresta contra incêndios nas áreas sob administração do CCL.

O documento foi assinado pela Presidente do Conselho Diretivo da Terras do Infante e Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos, pelo Presidente da direção do CCL, Sr. Miguel António Cristino Lopes e pelo Tesoureiro da direção do CCL, Sr. Luís Miguel Duarte, na presença de outros autarcas dos concelhos que integram a Terras do Infante.

As ações de silvicultura preventiva serão efetuadas em terrenos privados, e englobam qualquer uma das sub-ações correntemente utilizadas na prevenção e proteção das florestas e áreas de mato contra incêndios.

Reconhecendo o interesse da silvicultura preventiva desenvolvida pelo Clube de Caçadores, a Terras do Infante decidiu disponibilizar, por via deste contrato, apoio financeiro às ações que o CCL venha a executar nas áreas pré-determinadas em carta topográfica, no período compreendido entre novembro de 2018 e julho de 2019.

Para o efeito fixou um valor unitário de 300 euros por hectare, com um limite máximo de comparticipação no valor de 23016,00 euros, correspondente a uma área de 76,72 hectares. Para além da componente financeira a Associação assegurará igualmente apoio técnico.

Recorde-se que o Clube de Caçadores de Lagos (CCL) é uma associação sem fins lucrativos, constituída em 19 de maio de 1984, que tem como objeto social a gestão de zonas de caça, a promoção de provas desportivas e manifestações recreativas e culturais, a promoção de ações de formação e a realização de provas e concursos de pesca desportiva.

É no âmbito dos objetivos de gestão de zonas de caça que o CCL promove a regular limpeza de povoamentos florestais e a desmatação de áreas incultas para a criação de zonas de alimentação de caça, contribuindo assim de forma decisiva para a prevenção de incêndios florestais.

Categorias
Regional


Relacionado com: