Alunos da ETIC_Algarve promovem SOS Voz Amiga

A curta-metragem realizada pelos alunos do 2º ano do curso de Realização, Cinema e TV, tem como objetivo «ajudar a SOS Voz Amiga a ajudar quem precisa», numa altura em que a instituição enfrenta problemas relativamente à sua existência e funcionamento por falta de voluntários.

Os alunos do 2º ano do curso de Realização, Cinema e TV, da ETIC_Algarve, terminaram no passado dia 23 de novembro as filmagens do terceiro projeto inserido no módulo de «Publicidade Institucional». 

Os alunos referem que «com o passar dos anos o suicídio tem-se vindo a mostrar, infelizmente, uma realidade cada vez mais presente, seja por motivos sociais, financeiros ou sexuais». Com a taxa de suicídio a assumir um valor alarmante e que precisa de ação urgente, os alunos do curso de Realização, Cinema e TV, após algum trabalho de pesquisa, encontraram a voz amiga mais antiga de Portugal – a SOS Voz Amiga – «linha de apoio emocional que se disponibiliza a ajudar todos aqueles que se encontram em situações de sofrimento causadas pela solidão, ansiedade, depressão ou risco de suicídio».

Segundo Henrique Lopes, aluno inserido no projeto, «este vídeo de publicidade Institucional tem como objetivo ajudar a SOS Voz Amiga a ajudar quem precisa», numa altura em que a instituição enfrenta sérios problemas relativamente à sua existência e funcionamento, por falta de voluntários que ajudem à concretização da sua missão.

Como nos projetos passados, as filmagens foram feitas ao longo de 12 horas e, apesar da rodagem ter durado menos de um dia, «os resultados são de facto muito positivos, não apenas pela qualidade do trabalho de equipa, mas pela experiência de rodar um projeto sob um ponto de vista profissional», afirma João Marco, formador do módulo de «Publicidade Institucional».

Neste molde, torna-se importante para a ETIC_Algarve «incentivar e motivar os alunos para que estejam atentos à realidade social que nos rodeia e interpretá-la através da linguagem audiovisual, trabalhando temas atuais e contemporâneos», afirma Nuno Ribeiro, diretor da Escola de Tecnologias Inovação e Criação do Algarve.

Categorias
Regional


Relacionado com: