Alunas da Universidade do Algarve levam «A Mulher» ao IPDJ de Faro

O evento, levado a cabo por três alunas da licenciatura em Ciências da Comunicação da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, tem como objetivo sensibilizar para a descriminação e violência de género.

«A Mulher» é o mote para uma mostra de curtas de teatro que vai decorrer no auditório do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) de Faro, no dia 17 de dezembro, segunda-feira, às 20h45.

O evento é levado a cabo por Alexandra Bota, Eunice Silva e Susana Monteiro, três alunas da licenciatura em Ciências da Comunicação da Universidade do Algarve. Ao «barlavento», Susana Monteiro explicou que «o objetivo é sensibilizar a comunidade farense para a desigualdade de género, a discriminação e a violência contra a mulher, problemas que existem desde a antiguidade até hoje».

Prossegue, referindo que além de sensibilizar, «vamos dinamizar e reavivar as artes performativas como o teatro e a dança, que cada vez passam mais despercebidas por toda a comunidade portuguesa». Para este efeito, além das curtas de teatro, o evento contará com a performance de Bonny The Gemini, um bailarino de Quarteira.

A simplicidade do título é também explicada por Susana Monteiro, que assume que o mesmo espelha o que o seu grupo pretende com o evento: «mostrar a realidade nua e crua, sem acessórios, sem maquilhagem, com todos os seus defeitos, dores e desamores». A organizadora conclui, revelando que «vamos abordar, entre outros, temas como a violência doméstica e a mulher num contexto ditatorial, violentada e explorada pela PIDE, e por este motivo só vamos permitir a entrada a crianças a partir dos 12 anos».

O evento, organizado no âmbito de uma Unidade Curricular de Organização e Planeamento de Eventos do curso universitário, tem entrada livre e sem necessidade de qualquer inscrição, com uma lotação sujeita à capacidade da sala.

O cartaz do evento pode ser consultado aqui.

Categorias
Regional


Relacionado com: