Albufeira vai ter crematório regional

Futura estrutura não necessita de investimento municipal. O concessionário pagará durante 30 anos, uma contrapartida financeira mensal, pela ocupação do espaço e do número de cremações.

Afinal, será o concelho de Albufeira a disponibilizar um crematório regional. Foi deliberado em reunião de Câmara, na passada semana, a decisão de adjudicar a construção e manutenção deste equipamento mortuário à empresa Cremal – Cremações do Algarve, Lda., resultante de um procedimento concursal anterior. A medida decorre da exiguidade que o atual cemitério já apresenta, o de Vale Pedras, apesar deste ser o segundo cemitério que serve a zona urbana do concelho. Inaugurado em janeiro de 1990, o cemitério de Vale Pedras é composto por uma capela, duas salas de velório, zonas administrativas e quatro áreas distintas, as quais correspondem a zonas de inumações, gavetões, ossários e jazigos. Segundo o vereador responsável, Rogério Neto, «este espaço está praticamente esgotado e o problema estava a preocupar-nos. Atendendo a que temos recebido vários pedidos para a existência de um crematório em Albufeira, vemos esta solução como a mais adequada para o futuro». A futura estrutura

será contígua ao cemitério, sendo que irá ocupar 399 m2 de área bruta, num só piso, com uma área total de cerca de 350 m2 e dará emprego, numa fase inicial, a três pessoas. O edifício irá comportar diversas áreas, como uma Capela Ecuménica com cerca de 79 m2 e uma Sala de Despedida. Nos espaços exteriores, salienta-se um Jardim da Memória onde será plantada uma mistura herbácea de prado sequeiro e um jardim vertical com trepadeiras de floração azul e um jacarandá. Um outro espaço exterior será o Jardim do Cendrário, ou seja, o lugar de excelência das cinzas que não forem solicitadas e que, para além do prado de sequeiro irá ter uma oliveira (símbolo da paz e da purificação) e um loureiro (símbolo do triunfo da vida e da sabedoria). Este cendrário consta de um depósito enterrado e estanque com cerca de 50 cm de diâmetro. O investimento da Cremal ascende aos cerca de 600 mil euros. Segundo a Câmara Municipal de Albufeira, o Algarve tem 472 mil habitantes e uma população flutuante que ascende a um 1,5 milhões. A taxa de cremação, recorrendo ao crematório de Ferreira do Alentejo, a cerca de 300 quilómetros, entre outros, é de 9 por cento, ao passo que no resto do país é de 30 por cento. Em novembro de 2011, a Câmara Municipal de Faro deliberou avançar para a adjudicação da conceção, construção e concessão da exploração de um crematório no novo Cemitério (Penha), embora até à data, o projeto não tenha saído do papel.

Categorias
Regional


Relacionado com: