«Vai e Vem» move a discórdia entre PS e PSD de Portimão

O PSD/Portimão tornou público «o seu descontentamento com a maioria Socialista, no executivo camarário e de Junta de Freguesia de Portimão, após chumbo duplo em propostas apresentadas pelos autarcas social-democratas, em reunião de Câmara e também em Assembleia de Freguesia de Portimão. Salientam os autarcas do PSD o natural espanto pela inequívoca não-vontade do PS para que sejam implementadas, no imediato, medidas que corrijam as deficiências detectadas na rede de transportes urbanos do concelho e que penalizam principalmente as populações da Ladeira do Vau, Malheiro, Companheira, Chão das Donas, Sesmarias, Pedra Mourinha, Quinta das Oliveiras, Aldeia das Sobreiras, Bemposta, Porto de Lagos e Rasmalho».

Informa o PSD/Portimão que a proposta para a Revisão da informação de transportes na rede do «Vai e Vem» – Horários e Diagrama de Rede – com o objetivo de melhorar o sistema de informações do serviço «Vai e Vem» para benefício geral de todos os portimonenses e aumento da qualidade do serviço público prestado por este circuito de transportes urbano foi apresentada no passado dia 19 de dezembro de 2017 na 21ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Portimão.

A referida votação, após proposta apresentada pelo vereador Social-democrata Manuel Valente, foi chumbada com três votos contra dos vereadores do PS, uma abstenção do vereador do BE, e dois votos a favor, do vereador do PSD e do vereador do CDS. Também na Assembleia de Freguesia de Portimão, a maioria liderada pelo PS, apesar de reconhecer as injustiças para com a população de muitas das zonas da Freguesia que estão privadas de um serviço de transporte público condigno, reprovou a moção apresentada pelos autarcas do PSD, designada Transportes Públicos – Todos os Portimonenses são iguais, por esta proposta não se limitar a denunciar os problemas mas, igualmente, o que parece natural a bem da democracia construtiva defendida pelo PSD, solicitar a adoção de medidas imediatas que coloquem termos as deficiências detectadas na rede de transportes públicos «Vai e Vem».

Tendo em conta os argumentos utilizados pelos autarcas Socialistas, concluímos, com seriedade democrática, que embora reconheçam o problema que o PSD/Portimão identifica, mesmo que reiterem a preocupação social-democrata na melhoria de diversas situações anexas ao circuito de transportes urbano do município «Vai e Vem», e que ainda manifestem a sua sensibilidade para com os portimonenses afetados, na hora da decisão o PS/Portimão prefere refugiar-se em qualquer solução meramente teórica – ainda não encontrada – ao invés de apoiar e viabilizar propostas imediatas, concretas e supra-partidárias que os autarcas do PSD/Portimão apresentaram nas referidas sessões de Câmara e Assembleia de Freguesia de Portimão.

O PSD/Portimão, apesar das contrariedades, promete continuar a envidar os seus esforços na procura de uma rápida solução deste problema e apresentará já na próxima Assembleia Municipal de Portimão, no próximo dia 27 Dezembro nova moção acerca deste tema e na defesa dos superiores interesses da população de Portimão.

Câmara responde e garante que em 2018 haverá um novo procedimento na linha

A Câmara Municipal de Portimão justificou, enviando à imprensa o teor da declaração de voto que levou a que a Câmara Municipal de Portimão não aprovasse a Proposta do Senhor Vereador do PSD, que proponha a Revisão da informação de transportes na rede do «Vai e vem» (Horários e Diagrama de Rede).

Considerando que no decorrer do ano de 2018 será lançado um novo procedimento, nomeadamente um Concurso Público Internacional, com vista a garantir o serviço de VAIEVEM no município de Portimão para os próximos anos;

Considerando que neste novo procedimento serão contempladas, entre outras, alterações aos horários e aos percursos dos autocarros, algumas até já assumidas pelo atual executivo e outras que naturalmente decorrerão do novo Plano de Mobilidade Urbana Sustentável;

Considerando que no âmbito dos termos do referido concurso público internacional deverá ser definida uma estratégia global de comunicação associada ao serviço público de transporte coletivo de Portimão, em que a questão dos horários e digrama de Rede, será uma das várias variáveis a considerar;

Considerando que no âmbito dos termos do referido concurso público internacional deverá ser a empresa a quem o concurso for adjudicado a assumir os custos com a produção e montagem dos suportes de comunicação do referido serviço ao utente;

Considerando que a proposta apresentada pelo vereador do PSD vai de encontro ao que o Partido Socialista apresentou no Programa Eleitoral para o mandato 2017-2021, sufragado e aprovado pela maioria dos eleitores nas eleições de 1 de Outubro, e que de seguida se transcreve «otimização da rede municipal de transportes públicos, melhorando a sua eficácia em função das necessidades dos utentes e assegurando, ao mesmo tempo, a sua sustentabilidade»…

Considerando que as situações mais críticas de falta de informação já se encontram a ser resolvidas e que proposta apresentada implica um investimento avultado em suportes de comunicação e que, rapidamente, ficariam desatualizados;

Considerando que não faz qualquer sentido apreciar ou votar propostas que já se encontram definidas no programa de governação deste executivo para o presente mandato;

Julga-se a proposta em causa extemporânea e desprovida de sentido, pelo que não será votada favoravelmente.

Reafirma-se, no entanto, a total disponibilidade deste executivo para acolher novas propostas, desde que estas sejam complementares e não réplicas do programa de governação definido.

Categorias
Política


Relacionado com: