UGT Algarve elegeu novos órgãos estatutários

A UGT – União Geral de Trabalhadores do Algarve realizou no dia 2 de junho, em Faro, o terceiro congresso no qual foram eleitos os novos órgãos estatutários, sendo reeleito o professor Daniel Santana para mais um mandato à frente daquela estrutura sindical distrital. «Neste mandato, que irá até 2022, pretendemos dar continuidade ao trabalho de proximidade desenvolvido junto dos trabalhadores algarvios, contando para tal com o apoio dos sindicatos filiados que são a força da UGT Algarve em toda a atividade sindical na região», avançou em nota enviada à imprensa.

O programa de ação centrado no «Trabalho digno e unidade regional» visa combater a precariedade laboral, ao mesmo tempo, a problemática do abandono do interior algarvio (serra e barrocal), apresentando propostas concretas para esbater os desequilíbrios territoriais que se têm vindo a acentuar entre o interior e o litoral.

Esta estrutura garante que vai continuar «a reivindicar melhores condições de vida para os trabalhadores e as famílias algarvias perante as carências diárias que os afetam essencialmente na saúde e na mobilidade regional, mais transportes públicos e melhores acessibilidades».

A sessão de encerramento contou com a presença do secretário-geral da UGT, Carlos Silva, que na intervenção final do congresso «valorizou mais uma vez a concertação social, fazendo alusão às recentes negociações com o governo e confederações patronais que salvaguardam os interesses e os direitos laborais de todos os trabalhadores».

Categorias
Política


Relacionado com: