PSD de Portimão quer melhorar o serviço do «Vai e Vem»

Autarcas irão apresentar já na Assembleia de Freguesia de Portimão uma moção que vise iniciar este debate sobre os transportes de circuito urbano do concelho.

O PSD de Portimão quer «ver o serviço de transporte municipal de circuito urbano «Vai e Vem» alargado, salientando que o serviço custeado pela Câmara Municipal de Portimão ainda não assegura a serventia a todos os nossos munícipes».

Em nota enviada à imprensa hoje, sexta-feira, 15 de dezembro, o Grupo parlamentar do PSD de Portimão informa que irá apresentar, já na próxima sessão de Assembleia de Freguesia de Portimão, a 18 de dezembro, uma moção neste sentido, começando pela freguesia de Portimão mas sem esquecer as freguesias de Alvor e da Mexilhoeira Grande.

«Estamos a desenvolver um documento de trabalho, que iremos entregar em Assembleia Municipal, para que o executivo camarário e todos os executivos de freguesia se debrucem sobre esta matéria. É fundamental trabalhar, e acredito que esta matéria é unânime entre as várias bancadas parlamentares, em prol desta melhoria nos transportes para todos os portimonenses», defende o coordenador dos autarcas do PSD em Portimão, e líder da Bancada Municipal social-democrata Carlos Gouveia Martins.

O PSD de Portimão considera que «há populações de zonas rurais, tais como o Rasmalho e o Porto de Lagos, que ainda não são servidas pelo referido transporte municipal de circuito urbano Vai e Vem. As populações da Ladeira do Vau, Malheiro, Companheira, Chão das Donas, Sesmarias, Pedra Mourinha, Quinta das Oliveiras, Aldeia das Sobreiras e Bemposta ficam privadas do mesmo transporte aos Domingos.

«Sabemos, fruto da nossa política de proximidade, que esta privação acarreta grandes transtornos para os nossos munícipes», refere o deputado à Assembleia de Freguesia de Portimão, eleito pelo PSD, Vítor Couto, na nota.

Estas justificações são transmitidas, «no decorrer do anterior mandato, por parte do executivo, de que algumas daquelas zonas são servidas por carreiras regulares de outros operadores deverá ser revista e ponderada, uma vez que custos de uma mesma deslocação são significativamente superiores nessas carreiras».

A título de exemplo, «um morador na Ladeira do Vau é obrigado a pagar cerca de 5 euros para se deslocar ao centro de Portimão (ida e volta) nos operadores regulares de Monchique, quando, caso tivesse disponível o circuito urbano Vai e Vem a mesma viagem lhe custaria 1,6 euros ou até poderia ser mesmo gratuita caso tivesse passe/assinatura».

«O serviço é custeado por todos os portimonenses e, como tal, é da mais elementar justiça que todos os seus munícipes tenham o mesmo tipo de tratamento», defende o autarca social-democrata Vítor Couto.

Informa ainda o coordenador dos autarcas e líder de bancada municipal do PSD de Portimão que, numa óptica de complementaridade a esta proposta, e no sentido de trabalhar esta matéria de forma séria, o vereador social-democrata Manuel Valente apresentou uma proposta de deliberação 725/17 a submeter a votação no dia 19 de dezembro, na 21ª reunião de câmara, para revisão da informação de transportes na rede do «Vai e Vem» (horários e diagrama de rede).

Assim, o PSD de Portimão, após verificar a existência de capacidade financeira na Junta de Freguesia de Portimão para colocar um fim nesta situação tão injusta, vai propor já na próxima Assembleia de Freguesia que a Junta de Freguesia «passe a assegurar provisoriamente um serviço de transporte que colmate as deficiências diagnosticadas e, em simultâneo, diligencie junto da Câmara Municipal de Portimão a obtenção de uma solução definitiva que passaria pela extensão dos horários de sábado das linhas 16, 38 e 39 ao Domingo, e que a Linha 37, que deverá passar a servir as populações do Porto de Lagos e do Rasmalho, passe a ter uma frequência diária».

Segundo Carlos Gouveia Martins, «esta matéria foi debatida e aprovada em sede de Comissão Política Concelhia do PSD/Portimão, em reunião agendada por unanimidade dos eleitos após o falecimento do nosso presidente Hélder Renato Rodrigues».

Categorias
Política


Relacionado com: