PS Algarve rende homenagem a Carlos Silva e Sousa

A Federação Regional do Algarve do Partido Socialista faz saber que «foi com grande pesar que tomamos conhecimento do falecimento do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Carlos Eduardo da Silva e Sousa. Nesta hora de consternação, enaltece o serviço público prestado ao longo da sua vida e apresenta à família as mais sentidas condolências e associa-se ao luto do município de Albufeira e seus munícipes bem como de toda a comunidade algarvia», sublinha em nota de pesar enviada à redações.

Licenciado em Direito e Advogado, Carlos Silva e Sousa era presidente da Câmara desde 2013, tendo exercido também funções como vereador e presidente da Assembleia Municipal de Albufeira, e de deputado da Assembleia da República na XII Legislatura.

Destacado militante do Partido Social Democrata, Carlos Silva e Sousa, «um algarvio que escolheu Albufeira como seu concelho de adoção, onde fez a sua vida pessoal, profissional e onde centrou a sua atividade politica, sempre foi credor do respeito e admiração de todos os seus concidadãos. O exercício de funções autárquicas sempre foi o centro da sua atividade pública, mas não com menos relevância sempre desenvolveu um grande trabalho na vertente social e humanitária, que lhe granjeou um profundo respeito e admiração de todos aqueles que com que com ele tiveram oportunidade de privar e trabalhar. Mas muito para além das funções institucionais Carlos Silva e Sousa era um homem de causas, um homem de bem, amigo do seu amigo», sublinha a Federação Regional do Algarve do Partido Socialista.

«Guardamos a memória de um Homem Bom» diz Jorge Botelho

Jorge Botelho, presidente da Câmara Municipal de Tavira, também assina uma nota de pesar entretanto enviada à imprensa. «Foi com grande consternação e tristeza que o município de Tavira recebeu a notícia do falecimento do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Carlos Silva e Sousa. Hoje todos ficámos mais pobres, devido à perda de um autarca dedicado à causa pública, competente, amigo e com uma permanente disponibilidade e abertura para contribuir para soluções, não só no que respeitava ao concelho de Albufeira, mas também a todo o Algarve. Guardamos a memória de um Homem Bom. O município de Tavira lamenta profundamente o desaparecimento súbito e prematuro de Carlos Silva e Sousa e endereça as mais sinceras condolências a toda a sua família, amigos, executivo e munícipes do concelho de Albufeira».

CCDR Algarve lamenta perda

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve manifesta publicamente «o seu pesar pelo falecimento de Carlos Eduardo Silva e Sousa, membro em funções do Conselho Regional desde 2013, e apresenta sentidas condolências aos seus familiares e amigos, bem como aos autarcas e funcionários do município de Albufeira».

Advogado, dirigente associativo e empresário do setor vitivinícola, Carlos Silva e Sousa tinha 60 anos de idade e integrava o Conselho Regional na qualidade de Presidente da Câmara Municipal de Albufeira, cargo para o qual havia sido eleito pela segunda vez em outubro de 2017, na sequência da eleição dos órgãos das autarquias locais.

«Personalidade marcante da região do Algarve, distinguiu-se enquanto vereador da Câmara Municipal e presidente da Assembleia Municipal de Albufeira, por três mandatos consecutivos, entre 2001 a 2013, e como deputado à Assembleia da República na XII Legislatura (2011-2013), acumulando com a carreira profissional e a representação consular dos Estados de S. Tomé e Príncipe e da Lituânia», informa aquele órgão em nota de pesar.

Composto pelos 16 presidentes de Câmara Municipal e cerca de duas dezenas de representantes de organizações sociais, económicas, ambientais e científicas representativas do tecido institucional, o Conselho Regional do Algarve tem como missão acompanhar as atividades da CCDR Algarve e a execução do Programa Operacional Regional CRESC Algarve 2020, pronunciar-se sobre os projetos de relevância e dar parecer sobre os planos e programas de desenvolvimento regional, nomeadamente sobre a aplicação de investimentos da administração central na região, entre outras competências, conforme estipulado no Decreto-Lei n.º 228/2012, de 25 de outubro.

São Brás de Alportel lamenta morte do autarca de Albufeira

Nesta triste ocasião, a Câmara Municipal de São Brás de Alportel «expressa as mais sentidas condolências à família de Carlos Silva e Sousa, bem como à Câmara Municipal de Albufeira. O seu trágico desaparecimento constitui uma enorme perda para o município de Albufeira e para a região algarvia».

Associação de Basquetebol do Algarve (ABA) pede minuto de silêncio

«O basquetebol Nacional perdeu um amigo grande e um homem integro dedicado à causa pública. Não esquecemos o apoio à Festa do Basquetebol Juvenil que junta todos os anos mais de 1500 jovens de todo o país e aos clubes de Albufeira filiados nesta associação», fez saber a direção da ABA

«Neste momento de dor, a família do basquetebol junta-se às homenagens a este homem bom, deliberando que seja prestado um minuto de silêncio no início de todos os jogos regionais que se realizam este fim de semana. Aos juízes oficiais e a outros que possam dirigir os jogos deste fim de semana, agradecemos toda a colaboração no cumprimento desta deliberação. Aproveitamos para apresentar à família as nossas sentidas condolências», conclui a nota de pesar da Associação de Basquetebol do Algarve.

Categorias
Política


Relacionado com: