PS Algarve acusa vereador José Chaparro de «demagogia e oportunismo»

Eduardo Cabrita, ministro Administração Interna ladeia Rui André, autarca monchiquense e Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República. Ao fundo, à direita, José Chaparro, vereador da Câmara Municipal de Monchique.

O presidente do Partido Socialista (PS) Algarve Luís Graça emitiu hoje, segunda-feira, 13 de agosto, um comunicado no qual «valora positivamente a ação de salvar a vida humana, facto por todos reconhecido no final deste grande incêndio».

«A pronta prioridade política e operacional dada pelo Governo ao incêndio de Monchique, a mobilização de meios humanos e materiais, incluindo os meios aéreos, mas sobretudo a determinação e disponibilidade total dos bombeiros, GNR e demais agentes de proteção civil, assim como a resiliência das populações permitiu que, apesar da dimensão da área ardida, tenha sido atingido o objetivo de salvar as vidas e não terem sido registadas vitimas», lê-se ainda no comunicado.

Luís Graça considera que «no rescaldo do fogo de Monchique, aproveitando de forma oportunística e panfletária a dor dos seus conterrâneos pela perda de bens materiais, veio o vereador do PSD [José Chaparro] atacar a proteção civil e o resultado alcançado. Demagogia e oportunismo, porquanto, o senhor vereador sabe que na fase de prevenção o município de Monchique não fez tudo o que estava ao seu alcance, contrariamente a outros municípios vizinhos. Na fase de ataque ao fogo o presidente da Câmara esteve presente junto da coordenação, tendo sido porta voz das ações em curso e sublinhado publicamente a adequação da resposta e dos meios envolvidos, pelo que a inopinada posição do vereador do PSD não pode deixar de ser vista como ajuste de posições e disputa de protagonismo interno ao PSD Monchique».

O PS Algarve «saúda a presença do primeiro- Ministro, do Ministro-adjunto, do Ministro da Administração Interna e dos secretários de Estado sectoriais e o ativo envolvimento da AMAL, dos autarcas, da segurança social e demais estruturas setoriais na preparação de um programa estrutural de revitalização da economia local e de resposta às necessidades imediatas dos cidadãos de Monchique. A Serra de Monchique é o pulmão do Algarve cujo desenvolvimento sustentável prioridade para Monchique e para o Algarve comprometendo-se o PS Algarve a levar a efeito uma reflexão em Monchique sobre as causas destes incêndios tão prolongados, em 2018 como em 2003, com elevada área ardida envolvendo para tal técnicos, investigadores, proprietários florestais, autarcas, população e autoridades de proteção civil».

Categorias
Política


Relacionado com: