PCP preocupado com pescadores de Armação de Pêra

O Partido Comunista Português (PCP) está preocupado com a falta de condições que está a afetar a comunidade piscatória de Armação de Pêra.

«Há quatro anos, a gestão do edifício da Docapesca (onde funcionava a lota) foi entregue à Associação de Pescadores de Armação de Pêra. Os pescadores entregam aí o pescado, o qual é transportado para a Lota de Portimão onde é vendido. Há mais de três meses, a máquina de produzir gelo que se encontra no edifício da Docapesca, essencial para a conservação do pescado, avariou. A Associação de Pescadores de Armação de Pêra comunicou de imediato este facto à Docapesca e solicitou a sua reparação. Depois de uma visita ao local, os técnicos da Docapesca concluíram que não se justificava a reparação da referida máquina, pelo que seria necessário comprar uma nova».

Contudo, «e apesar deste diagnóstico, a Docapesca ainda não procedeu à substituição da máquina de produzir gelo. Esta circunstância provoca, naturalmente, sérios inconvenientes aos pescadores de Armação de Pêra, principalmente agora que a temperatura ambiente começa a aumentar. Efetivamente, o pescado, não sendo conservado em gelo, perde qualidade e, quando chega à Lota de Portimão, é vendido por preço mais baixo», denuncia o PCP em nota de imprensa.

Segundo os comunistas, «a este problema acresce ainda um outro. Os dois tratores usados para colocar e retirar as embarcações da água já não estão em condições para este tipo de serviço. Um deles, aliás, encontra-se avariado, não se justificando a sua reparação. De acordo com a Associação dos Pescadores de Armação de Pêra, é preciso um novo trator, imprescindível para o exercício da faina de pesca, mas a Associação não dispõe de recursos financeiros que lhe permita adquirir esse equipamento».

Por outro lado, «a construção de um pequeno porto de abrigo é uma reivindicação antiga da comunidade piscatória de Armação de Pêra. A sua concretização contribuiria para a dinamização da atividade desta comunidade».

Assim, o Grupo Parlamentar do PCP, por intermédio do deputado Paulo Sá eleito pelo Algarve, questionou a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino «sobre a justificação para que a Docapesca não tenha procedido à reparação ou substituição da máquina de produzir gelo que se encontra no antigo edifício da Lota de Armação de Pêra e que está avariada há vários meses; quando será resolvido este problema, permitindo a adequada conservação do pescado em Armação de Pêra até à transferência para a Lota de Portimão; sobre a disponibilidade do Governo para apoiar a Associação de Pescadores de Armação de Pêra na aquisição de um novo trator, imprescindível para colocar e retirar as embarcações da água e, por conseguinte, essencial para o exercício da faina de pesca; sobre as intenções do Governo relativamente à construção de um pequeno porto de abrigo em Armação de Pêra, cuja concretização contribuiria para a dinamização da atividade da comunidade piscatória desta localidade».

Categorias
Política


Relacionado com: