PCP contesta fecho do Posto dos Correios de Alcoutim e transferência para a autarquia

A privatização dos CTT, concretizada pelo anterior Governo do PSD/CDS, está a conduzir em todo o país, ao encerramento de estações de correios e à degradação do serviço postal. Foi isso que aconteceu em novembro, em Alcoutim, com a administração dos CTT a encerrarem o posto existente nesta vila e transferindo o seu funcionamento para a autarquia, segundo denuncia, em nota de imprensa, o Partido Comunista Português (PCP).

«Esta decisão não serve os interesses das populações de Alcoutim. Desde logo, porque visa aprofundar a degradação dos serviços públicos num território que tem vindo a ser abandonado por sucessivos governos. Mas também, porque a transferência de uma parte dos serviços para instalações da autarquia, não só não resolve o problema entretanto criado, como não dá nenhuma garantia à sua existência no futuro», lamenta o partido.

«A administração dos CTT só está interessada em obter lucros com os grandes negócios e com os grandes centros de distribuição postal, deixando ao abandono as populações do interior Algarvio ou transferindo essas mesmas competências para cima das autarquias. A maioria PS na Câmara Municipal de Alcoutim, em vez de ter informado e mobilizado as populações para defenderem o Posto dos Correios, preferiu aceitar mais este encargo, sem que seja sua competência e sem que tenha os meios que garantam um serviço de qualidade», diz ainda o PCP.

Assim, «perante a degradação do Serviço Postal por todo o país, com atrasos na chegada do correio, despedimento de trabalhadores e venda de património, que contrasta com os lucros dos novos donos dos CTT, o Governo PS opta pelo silêncio e age de modo a não incomodar os acionistas desta grande empresa. É preciso dizer Basta!».

Os comunistas querem «medidas que coloquem na ordem do dia a recuperação do controlo público dos CTT, melhorando o serviço postal, garantindo a sua universalidade e presença em todo o território nacional. O PCP ao mesmo tempo que vai questionar o governo na Assembleia da República, em Lisboa, sobre este processo, reclama junto do mesmo para que este intervenha com urgência no sentido de voltar a repor o funcionamento integral do Posto dos Correios em Alcoutim».

Por fim, o O PCP «apela à mobilização e luta das populações de Alcoutim pela reposição do Posto dos Correios, pela defesa dos serviços públicos, pela exigência ao desenvolvimento que lhe tem sido negado».

Categorias
Política


Relacionado com: