Helder Faísca apresentou a Lista à Freguesia de São Sebastião

A coligação «Todos pelo nosso concelho», composta pelo PPD-PSD, CDS-PP e MPT, apresentou na sexta-feira, dia 25 de agosto, perante mais de quatro centenas de pessoas, a lista candidata à Junta de Freguesia de São Sebastião, encabeçada por Helder Faísca.

Num jantar que contou com a presença de inúmeros munícipes desta freguesia e intervenções de Bonito Ramos, presidente do CDS Loulé, Rui Cristina, presidente do PSD Loulé, Seruca Emídio, candidato à Assembleia Municipal, José Graça, candidato à Câmara Municipal e finalmente Helder Faísca, atual presidente e recandidato a novo mandato à Junta de Freguesia de São Sebastião.

Helder Faísca depois de ter apresentado a sua equipa deixou as seguintes palavras para todos os presentes. «Em primeiro lugar, quero enviar daqui um abraço a todos vós que esta noite quiseram estar aqui connosco. A vossa presença é reveladora do que foi o nosso trabalho nos últimos quatro anos – trabalhar para as pessoas e com as pessoas».

«Depois quero fazer uma referência especial ao Eng. José Graça, candidato a presidente da Câmara Municipal de Loulé e a Seruca Emídio que, como todos sabem foi nosso presidente de Câmara e que agora encabeça a lista de candidatos a Assembleia Municipal. É bom tê-lo de novo nestas lutas. São Sebastião sempre confiou em si e em si depositou o seu voto, estou certo que desta vez voltará a faze-lo», discursou.

«Já passaram quatro anos. Foram para mim uma experiência única. Já andei longe da minha terra a servir a minha pátria em outros países. Já participei em diversas missões, mas devo aqui perante vós confessar que estes últimos quatros anos foi uma das missões que mais prazer meu deu realizar na vida. Digo-o porque ter tido a oportunidade de poder servir aqueles que me rodeiam, ajudar aqueles que mais precisam, apoiar os nossos jovens, incentivar os nossos clubes e associações, foi sem dúvida muito gratificante. Eu sei que há quatro anos atrás havia duvidas. Eu sei que o legado deixado por Horácio Piedade era grande e também de grande proximidade, mas hoje sinto-me plenamente convicto que soubemos honrar o seu legado e, também graças a ele, podemos erguer a cabeça e nos apresentarmos novamente perante vós com o sentimento de dever cumprido», disse ainda Helder Faísca.

«Não foram quatro anos fáceis. Desde que o Dr. Seruca Emídio saiu da autarquia a verdade é que a atenção que esta freguesia havia tido entre 2002 e 2013, deixou de a ter por parte de quem comanda a Câmara Municipal de Loulé. Por isso, mais do que estar aqui a enumerar as obras e os projetos que a Junta de Freguesia realizou, quero assinalar o que falta fazer, o que ficou por fazer por parte da Câmara Municipal de Loulé. Como todos sabem, sem o apoio da Câmara Municipal a nossa ação fica bastante diminuída. Por isso hoje temos de ter a coragem de apontar o dedo e dizer que a Câmara deixou muito por fazer em São Sebastião. Vou-vos falar de alguns desses abandonos», apontou.

«O Mira Serra foi abandonado. Uma das mais importantes zonas urbanísticas da cidade não teve qualquer intervenção. As promessas foram muitas, mas só quem lá vive e trabalha sabe o quanto é necessário e urgente investir na requalificação do espaço publico daquele local. O Saneamento Básico no Monte Seco é gritante. Em 2013 tudo estava pronto para avançar. Durante os últimos quatro anos o projeto esteve na gaveta enquanto a Câmara enchia os cofres com os nossos impostos. Agora, com eleições a porta, vem dizer que agora é que é, agora é que é. Mais ilusões», acusou.

«Mas a falta de Saneamento Básico não se esgota no Monte Seco. As populações do Monte Seco, de Vale telheiro, da Renda, da Lagoa de Monprolé, do Sobradinho de Alfeição… estas pessoas também precisam da atenção da Câmara Municipal. E não a têm tido. A construção de um Lar nesta Freguesia. Ouvimos várias promessas. De finalmente avançar com o Lar do Parragil. De fazer um Lar em Vale Judeu. Mas qual é a realidade? pergunto eu. A realidade é só uma. São Sebastião é a única Freguesia do Concelho que não tem um lar. Mas a cidade, a zona de cidade que pertence a São Sebastião também foi esquecida. Talvez porque no executivo camarário as vistas caírem sempre mais para a freguesia de cima.

O Largo Manuel de Arriaga, o que tem o único Hotel da cidade precisa ser urgentemente intervencionado. Precisamos de um espaço público moderno, ordenado, amigo das crianças e da população sénior. Precisamos de um largo que seja um cartão de boas vindas aos milhares de turistas que todos os anos ali ficam hospedados», defendeu.

«A Entrada de Loulé vinda de Boliqueime. Em 12 anos Seruca Emídio e José Graça requalificaram cinco entradas em Loulé, só ficou a faltar uma, e em quatro anos tudo na mesma… Não se percebe porquê. Dinheiro não falta, o que falta então? É urgente dignificar esta entrada que é também local de romaria a nossa Padroeira Mãe Soberana dos Louletanos. Ainda nessa zona, quero deixar aqui um desafio. Temos de requalificar toda a zona de acesso pedonal ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade. Quem está no centro da cidade deverá ter um bom passeio para poder confortavelmente chegar a Ermida de Nossa Senhora. A calçada deverá ser nivelada e deve ser criada uma zona de descanso bem como um caminho de subida, devidamente apoiado para que, durante todo o ano, os louletanos possam visitar a sua Mãe Soberana», disse o candidato.

«Outra área importante da Freguesia que merece atenção é a estrada do cemitério. Este executivo da Câmara Municipal parou a obra de requalificação da estrada do cemitério e em quatro anos nada fez. Continuamos a ter um mau acesso ao nosso cemitério. Quero ainda sublinhar outra obra que é importante para São Sebastião, mas não só. É uma obra fundamental para a cidade e para o Concelho. A construção de uma casa mortuária onde as famílias a amigos possam de forma digna a confortável velar os seus entes queridos. Não podemos continuar a permitir que um espaço sem condições, sem segurança, sem conforto, seja o local onde vamos nos despedir dos nossos mais queridos», concluiu.

«Muito existe por fazer. Em Vale Judeu, por exemplo, o passeio que liga a igreja a Várzea do Mão, depois de te sido prometido, depois de ter sido a população a impor a obra no orçamento participativo, ainda não foi feita. O meu compromisso é claro: se a Câmara não fizer a obra escolhida pelas pessoas, a Junta de Freguesia irá fazê-la. Temos ainda na nossa Freguesia o Canil Municipal, os nossos animais têm de ser acarinhados e protegidos. É necessário repensar o funcionamento e quiçá a localização do Canil Municipal», disse, em desafio ao candidato José Graça.

«Loulé é uma cidade com muitos jovens, muitos que praticam desporto. Precisamos não só dotar a cidade de condições para essa prática desportiva, mas temos de encontrar forma dos pais desses jovens poderem de forma confortável levar as suas crianças e as apoiar. Por tudo isto e muito mais, digo-vos que precisamos com urgência que esta Câmara Municipal siga o exemplo de muitas outras pelo país. É preciso passar todas as competências que a lei permite para as Juntas de Freguesia. A Junta tem que ter a capacidade de intervir nos espaços verdes, no mobiliário urbano, na limpeza urbana. Sem essa passagem de competências não temos a capacidade de fazer mais», dissertou.

«Não gosto de falar em causa própria e por isso me abstive de fazer um grande relatório sobre o que fizemos nestes quatro anos. Investimos onde foi necessário. Na reparação dos caminhos rurais, nas pequenas pavimentações que facilitam a vida das pessoas, nas valetas que permitem que tenhamos linhas de água desobstruídas, nos projetos de dinamização que ajudam os nosso jovens e idosos. No apoio aos carenciados, muitos deles idosos, que tantas vezes nos batem a porta porque não tem dinheiro para pagar a água ou luz. Ajudamos como podemos e nada mais fazemos que o nosso dever.
Partimos para um novo ciclo. Por isso quero aqui deixar um agradecimento público, sincero e sentido a todos os que me acompanharam neste percurso. Aos que deram a cara e trabalharam por São Sebastião. A todos vocês, o meu muito obrigado», agradeceu.

Helder Faísca deixou ainda uma palavra a todos os que integram as listas da coligação. «Procuramos renovar, incluir mais jovens, aumenta a diversidade da representação geográfica. Temos uma grande equipa e para eles quero também enviar um abraço de agradecimento».

«Finalmente quero deixar uma palavra ao Eng. José Graça e ao Dr. Seruca Emídio. Estou certo que, caso ganhem as eleições como todos o espetamos, o meu discurso daqui a quatro anos possa ser diferente. Possa ser de agradecimento e elogio pela obra que foi realizada. O Eng. Graça já deu provas do que é capaz. Tendo capacidade económica, que a Câmara tem, a o Eng. Graça faz obra. Faz obra e garante que essa obra é colocada ao serviço de todos. Estou certo que o seu mandato a frente da Autarquia será revelador para muitas pessoas. Será certamente um grande presidente para todos os louletanos. Não posso também ignorar que desta feita, ao contrário do que acontece com os nossos adversários, temos um homem da nossa terra nos primeiros lugares da lista à Câmara. Horácio Piedade, o Concelho precisa de si e estou certo que saberá olhar para São Sebastião com a justiça que é necessário ter para com esta Freguesia. Mas tudo o que aqui disse não faz sentido se no próximo dia 1 de outubro não formos votar. Vamos todos, em massa, vamos levar a família e os amigos. Vamos espalhar esta mensagem. Termino dizendo-vos que podem contar connosco, com esta equipa, para estar ao vosso lado, no dia-a-dia, a resolver os problemas da nossa freguesia. Este é um esforço conjunto. Eu conto convosco, vocês sabem que podem contar comigo».

Categorias
Política


Relacionado com: