Governo com 10 milhões de obra para valorizar litoral do Algarve

A Federação Regional do Partido Socialista do Algarve sublinha o esforço do Governo para garantir a boa utilização das principais estâncias balneares da região, reforço dos cordão dunar e as condições de navegabilidade das principais barras e canais da Ria Formosa e da Ria de Alvor.

O Presidente do PS-Algarve e deputado na Assembleia da República, Luís Graça, realça a «eficiência e a rapidez do Governo em minimizar os danos causados pelos temporais mais recentes, mas também a capacidade de preparar o nosso litoral para os efeitos das alterações climáticas».

Neste momento, estão em curso duas operações de dragagem na Ria Formosa, na barra e no canal da Fuzeta (3,99 milhões de euros de investimento) e na barra e canal da Armona (2 milhões), ambas a cargo da Sociedade Polis da Ria Formosa, sendo que todas as areias serão depositadas ao longo do cordão dunar, visando o seu reforço e a ampliação das áreas de uso balnear.

Ainda esta semana, o Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes em parceria com o Ministério do Mar, homologou o contrato da empreitada de reforço do cordão dunar na frente de mar de Alvor Nascente, a iniciar-se após a época balnear, enquadrada no Plano de Ação Litoral XXI e orçada em 2 milhões de euros e o Tribunal de Contas concedeu visto a empreitada de requalificação da Ilha da Culatra que representa um investimento de 1,1 milhões de euros.

«Se não se tivesse iniciado atempadamente a recarga de areias na Praia do Barril, hoje poderíamos estar a lamentar a perda definitiva de um conjunto patrimonial único, constituído pelo cemitério de âncoras e pela Armação dos Três Irmãos» aponta Luís Graça, que também elogia a «pronta capacidade de resposta dos Municípios ao pedido do Governo para elencarem os prejuízos e avançarem com as intervenções nas zonas de praia em tão curto espaço de tempo», em nota de imprensa.

Recorde-se que foi publicado em Diário da República a autorização para um investimento de cerca de 800 mil euros em intervenções de recuperação dos danos causados pelas tempestades que assolaram o litoral do Algarve, abrangendo os concelhos de Olhão (219.970 euros), Faro (193.459), Albufeira (130.560), Portimão (65 mil euros), Tavira (58.090), Loulé (52.000), Lagoa (47.432), Vila Real de Santo António (25.889) e Silves (6.825), relativos aos temporais de fevereiro e março.

Nesta sexta-feira, dia 6 de abril, pelas 18 Horas, o presidente do PS Algarve, Luís Graça, acompanhado por deputados do Partido Socialista, do presidente da Junta, Luís Rodrigues, e outros autarcas da Freguesia de Vila Nova de Cacela e de Vila Real de Santo António, entre os quais a presidente da Comissão Política Concelhia, Célia Paz, promovem uma visita ao núcleo histórico e patrimonial da aldeia de Cacela Velha, para apreciarem no terreno a evolução da linha de costa, o estado do cordão dunar e os danos causados pelas recentes tempestades.

Categorias
Política


Relacionado com: