«Formar Algarve» começa sábado com painel de luxo

«É um privilégio ter dois ex-secretários de Estado, um ex-candidato a Presidente da República, diversos deputados e ex-deputados, um ex-bastonário dos Médicos, que marcou o sector da saúde», duas referências «como o Henrique Monteiro e o Miguel Sousa Tavares, um dos melhores constitucionalistas portugueses… enfim, é um luxo», adiantou Carlos Gouveia Martins, presidente da Juventude Social Democrata (JSD) do Algarve.

A um dia de começar o III «Formar Algarve», a estrutura partidária já tem o painel de oradores confirmado e prepara-se para dois dias intensos de palestras e debates, no Hotel Faro. «É o melhor programa de todas as três edições, a que acresce ser de todos eles aquele que teve um menor orçamento. Creio que é mais um passo evolutivo para esta estrutura» e, dessa forma, para a consolidação do «marco» da JSD «que é o Formar Algarve»

A partir das 9 horas de sábado, 18 de fevereiro, a JSD convida a participar em diversas palestras, sendo exemplo «Como falar claro na política de hoje», por Rodrigo Moita Deus, com moderação de Teresa Caeiro, entre as 10h30 e as 12h30, «Reforma do Sistema Político na Constituição da República», com Jorge Bacelar Gouveia e António Sampaio da Nóvoa como oradores e moderação de Cristóvão Norte, das 15h00 às 17h00, e «Até onde vai a liberdade na política», por Henrique Monteiro e Miguel Sousa Tavares, com moderação de Luís Gomes, das 17h00 às 19h00.

Já no domingo, a manhã será dedicada à «Saúde de Futuro» por Carlos das Neves Martins e José Manuel Silva, com moderação de Nuno Gaibino, das 10h30 às 12h30. Nesta academia de formação haverá ainda refeições conferência, sendo que no sábado o almoço será dedicado ao «Turismo e Empreendedorismo», com Adolfo Mesquita Nunes e Francisco Spínola e moderação de Steven Piedade, estando marcado para o jantar o tema «Política Externa: Portugal na Europa e no Mundo». No domingo, terão ainda lugar os discursos de encerramento de Joana Barata Lopes, madrinha da III edição do Formar, do presidente da JSD Algarve, de David Santos, presidente do PSD do Algarve, e de Marco António Costa, primeiro vice-presidente do PSD.

«Nunca tivemos tantas pessoas de fora do nosso partido, mas é o debate com diferentes ideologias políticas e partidárias que dará a possibilidade a estes jovens de crescer e evoluir», comentou ainda Carlos Gouveia Martins. «Estou de consciência tranquila, mas, acima de tudo, feliz por termos ajudado a criar condições para o debate e formação política da juventude algarvia», concluiu.

Categorias
Política


Relacionado com: