Cristóvão Norte denuncia aumento das taxas aeroportuárias no Algarve

O deputado Cristóvão Norte (PSD) confrontou Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas, no dia 6, com o aumento de 25 cêntimos das taxas aeroportuárias (3,1 por cento), previsto no Orçamento de Estado (OE), aplicado a cada passageiro que desembarque no Aeroporto de Faro em 2018.

«A expetativa não é sequer que haja um grande aumento de fluxo de passageiros, pois houve recentes cancelamentos de rotas», destacou ao «barlavento». O deputado não entende o porquê da diferença em relação ao Porto e Lisboa. Ambos estão «a crescer muito mais do que Faro. Porque é que o aumento da taxa, a nível percentual, no Algarve, é superior aos outros?», questiona. Cristóvão Norte perguntou a Pedro Marques, mas este não explicou.

Ainda em relação ao OE, Cristóvão Norte sublinhou que 114 mil trabalhadores independentes vão pagar mais imposto, com acréscimos entre 15 e 20 por cento de IRS. «O Algarve tem uma particular incidência de trabalhadores a recibos verdes, seja por ser uma área de forte especialização na prestação de serviços, seja pela sazonalidade» e pela resistências das empresas celebrarem contratos de trabalho. Esta medida finda «o regime simplificado acima de 16 mil euros por ano e obriga a que sejam apresentadas todas as despesas» (que muitos não têm como apresentar), alargando a base tributável e aumentando o imposto, concluiu.

Categorias
Política


Relacionado com: