Concelhias do PS têm novos líderes

Dez comissões políticas socialistas foram a eleições e destas seis mudaram de liderança. Outras seis só irão a escrutínio dos militantes em março.
António Miguel Pina, presidente da Câmara Municipal de Olhão.

As comissões políticas concelhias do Partido Socialista (PS) elegeram novos presidentes na sexta-feira e sábado, 19 e 20 de janeiro. Das 16 estruturas locais, seis terão o processo eleitoral adiado para março, quatro mantêm os mesmo líderes, havendo seis que contam com novos rostos para o próximo mandato.

São exemplo, Álvaro Bila, que em Portimão sucede a Filipe Vital, eleito vereador na Câmara Municipal de Portimão, e Luís Guerreiro que em Silves passa a ser o líder que se segue a Ana Sofia Belchior.

Em Albufeira, o candidato cabeça-de-lista à Câmara Municipal de Albufeira nas últimas eleições Ricardo Clemente não se recandidatou à concelhia, dando a vez a Maria Emília Bexiga. Em Castro Marim, o eleito é Luís Guilhermino, candidato nas autárquicas à Junta de Freguesia do Azinhal, substituindo Célia Brito, que foi cabeça-de-lista à Câmara Municipal.

Nestas mudanças destaca-se ainda a eleição de Célia Paz para a concelhia de Vila Real de Santo António e a de António Miguel Pina, presidente da Câmara Municipal de Olhão, para aquela estrutura política local.

Neste caso, as últimas autárquicas tinham despoletado algumas cisões no PS de Olhão, que levaram ao aparecimento de um novo movimento independente, com Luciano de Jesus a liderá-lo, apoiado por PSD e como alguma oposição olhanense.

Foram ainda eleitos, com a apresentação de lista única e renovação de mandato Luís Graça (Faro), Hugo Pereira (Lagos), Carlos Costa (Loulé) e João Pedro (Tavira).

Tal como o «barlavento» tinha avançado na edição anterior, de 18 de janeiro, havia quatro concelhias (Aljezur, Monchique, Lagoa e Alcoutim), que já estava previsto verem as eleições adiadas para março, altura em que se dará também a eleição do presidente da Federação do PS Algarve.

À última hora, segundo fonte do partido explicou ao «barlavento» também Vila do Bispo e São Brás de Alportel se juntaram a estas, pois não entregaram candidatura atempada. «O processo de candidatura é livre. Se até à data e hora estipuladas não aparecerem candidaturas não há eleições», justificou a mesma fonte.

Maria Emília Bexiga eleita presidente da Comissão Política do PS Albufeira

Natural de Paderne, o seu percurso político, iniciou-se em 2005 como autarca pela Junta de Freguesia, cabeça-de-lista nas autárquicas pelo PS em 2009 à Junta de Freguesia, membro do secretariado e comissão política do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas do Algarve, membro da comissão política concelhia e Secretariado do PS de Albufeira, membro da comissão Política da Federação do PS/Algarve, atualmente, como segunda secretária pelo Partido Socialista, na mesa da Assembleia Municipal de Albufeira.

O PS reforça assim a continuidade do trabalho político naquele concelho, numa lista única, com uma votação de 66 por cento dos militantes com capacidade eleitoral ativa, obtendo assim 92,3 por cento dos votos.

Este resultado é revelador da unanimidade existente entre os militantes do PS Albufeira. Emília Bexiga, pretende renovar a estrutura política e organizativa, sem cortar com o passado, envolvendo todos os militantes e apoiantes nas atividades políticas a desenvolver num projeto novo, com a ambição de «Vencer os Desafios».

 

Categorias
Política


Relacionado com: