Carlos Gouveia Martins não avança com candidatura à presidência da Assembleia de Portimão

Carlos Gouveia Martins.

A Comissão Política do PPD/PSD de Portimão decidiu, em reunião alargada a todos os autarcas eleitos para este quadriénio, que decorreu na sexta-feira, 13 de outubro, respeitar a decisão dos portimonenses demonstrada nas eleições autárquicas de 1 de outubro.

O cabeça-de-lista pela coligação Servir + Portimão à Assembleia Municipal de Portimão, o social-democrata Carlos Gouveia Martins disse em declarações ao «barlavento» que prefere a «vontade dos portimonenses à dos partidos políticos por respeito à democracia».

Aliás, afirma que o partido do qual é militante reconhece «a força e o peso da vontade de cerca de 5000 eleitores, que demonstraram em urna a escolha na coligação Servir + Portimão (PPD/PSD, CDS/PP, MPT e PPM)», mas é necessário «constatar que cerca de 8000 concidadãos demonstraram preferência na indicação do atual presidente da Assembleia Municipal João Vieira, como pessoa indicada para presidir o maior órgão autárquico do município».

Mesmo apresentando uma lista à Assembleia Municipal, a coligação Servir + Portimão, com seis deputados municipais eleitos, teria que contar com o voto favorável de outros seis deputados das forças opostas (Bloco de Esquerda, Partido Comunista Português e NÓS Cidadãos), para fazer face aos doze eleitos pelo Partido Socialista, que conseguiu a maioria nas últimas eleições.

No entanto, para o PSD o que prevalece é a vontade do eleitorado e a escolha que foi feita nas autárquicas de dia 1 de outubro, sendo respeitado o voto da maioria.

«A vontade dos portimonenses deverá ser sempre maior que a vontade dos partidos políticos. Respeitarei a decisão dos nossos concidadãos e contarão comigo para ser intransigente na fiscalização do executivo municipal e, sobretudo, sei que terei a responsabilidade de ser a voz de um concelho na procura de soluções e alternativas no corrente mandato», disse Carlos Gouveia Martins.

O PPD/PSD assegura assim que não se irá demitir de fiscalizar as políticas do atual executivo, respeitando a corrente coligação autárquica que agrega quatro diferentes forças políticas na bancada da assembleia municipal.

O executivo municipal de Portimão toma posse hoje, segunda-feira, 16 de outubro, às 21h00, no Grande Auditório Nuno Mergulhão do Teatro Municipal de Portimão.

Assim, terá lugar a tomada de posse de Isilda Gomes, como presidente da autarquia, e dos vereadores Joaquim Castelão Rodrigues, Filipe Vital e Teresa Mendes eleitos pelo Partido Socialista, José Pedro Caçorino e Manuel Henrique Valente, eleitos pela coligação Servir + Portimão e João Vasconcelos eleito pelo Bloco de Esquerda. Serão ainda empossados os membros da Assembleia Municipal de Portimão na mesma sessão.

Categorias
Política


Relacionado com: