CrossTraining, um novo desporto para todos

No ano 2000, um americano empreendedor chamado Greg Glassman registou a marca CrossFit, criando um franchising a nível mundial. O mais engraçado é que a modalidade, que existe desde 1996, não é mais do que a adaptação de um programa de preparação militar, ao qual juntou alguns extras. Nelson de Lagos e Alexandre Reis são dois dos três amigos que decidiram implementar este sistema em Portimão, em abril de 2015. Orienta quer as sessões de treino, quer a gestão do negócio, no ginásio Cross ARADE, na zona ribeirinha de Portimão. O seu sistema chama-se CrossTraining e segue a linha do CrossFit, do qual ambos são instrutores certificados.

Alexandre Reis, 33 anos, antigo nadador de competição e jogador de polo aquático, também praticou triatlo e tem curso de treinador de CrossFit. O segredo da modalidade, está na implementação «daquilo a que chamamos exercícios funcionais. Utilizam um conjunto de músculos que usamos no dia a dia. Agachar, apanhar um garrafão de água, colocar um pacote de leite numa prateleira mais alta, entre outros. Os nossos exercícios consistem no desenvolvimento de vários estímulos neurológicos e musculares. Melhoram a nossa qualidade de vida no dia a dia, em casa, no trabalho», explica ao «barlavento». «No CrossFit, as pessoas veem os vídeos dos profissionais, que treinam três ou quatro vezes por dia para as competições. E pensam que aquele é o nível a alcançar, meta que está fora das suas capacidades. Mas o CrossTrainig não é nada disso e está ao alcance de todos», sublinha.

alexandre-reis-e-nelson-de-lagos

Alexandre Reis e Nelson de Lagos

Nelson de Lagos, 35 anos, também com curso de treinador de CrossFit, é federado nas modalidades de triatlo e levantamento de peso olímpico. Na sua opinião, Greg Glassman «foi buscar muito da metodologia ao treino militar, com treino de alta intensidade. Mas uma pessoa de 50 anos poderá fazer os mesmos exercícios, com menos carga, durante um período mais alargado, que a intensidade será a mesma e mais fácil de executar. Essa variedade, feita à medida, torna a modalidade acessível a toda a gente». E mais: «temos treinos definidos para cada dia da semana. Contudo, de acordo com as necessidades das pessoas, vamos adaptando o treino, colocando a carga adequada a cada um», diz Alexandre Reis. Não é raro receberem no ginásio atletas de outras modalidades que ali vão, de forma esporádica, desenvolver alguns aspetos específicos da sua condição física. Um programa de aulas assistidas, três vezes por semana, uma hora e dez minutos cada, porque fazem pré-aquecimento e aquecimento, antes da aula, e alongamentos, no final, custa 39,90 euros por mês. E os praticantes podem escolher o horário que mais lhes convier, ao longo do dia.

crossfit-1

Contudo, porque a Cross ARADE é uma associação desportiva sem fins lucrativos, os associados pagam 12 euros por ano, que lhes dá direito a uma aula mensal, podendo acumular as mesmas por períodos de seis meses. Todos os praticantes têm de ser associados. De momento, há cerca de 60 pessoas a fazer CrossTraining e cerca de 200 associados. Tal acontece porque se praticam outras modalidades no local, como a capoeira e o jiu-jitsu, cujos atletas também têm de ser associados. Nos últimos anos, tem vindo a aparecer um grande número de competições a nível nacional, embora ainda passem despercebidas ao cidadão comum. «O espírito competitivo do ser humano está sempre presente e a competição desenvolve a modalidade, em número de praticantes e níveis de desenvolvimento», considera a dupla de treinadores. «Ajudamos na preparação dos atletas que querem competir, mas ainda não temos muitos interessados nessa vertente. Nós próprios, eu e o Alexandre, vamos, mas não somos atletas de alta competição», explica Nelson de Lagos, que conseguiu o 1º lugar na categoria de 69 kg, em levantamento de peso olímpico, na classe de iniciados, num torneio em Lagos, na passada semana. «No mesmo evento, Diogo Nobre obteve o 1º lugar no escalão de júnior, categoria 69 kg, e 3º lugar na tabela geral da mesma categoria».

crossfit-5

O CrossTraining é um desporto à medida. «Pode pensar em qualquer modalidade mais cansativa, mais cárdio, também temos a possibilidade de introduzir. Brevemente, iremos ter aulas de natação e, por aí, tentar que as pessoas se interessem cada vez mais por esta modalidade, abrindo novos horizontes», disse Alexandre Reis, o mais tagarela dos dois sócios e amigos. Os nossos leitores que visitem o ginásio acompanhados por uma cópia do «barlavento» terão direito a duas aulas grátis. Cross ARADE Av. Guanaré, 35 – Portimão Tel.: 965 701 911 / 961 727 988 e-mail: [email protected]

Categorias
Talento


Relacionado com: