Investigadores da UAlg descobrem composto químico que promete revolucionar tratamento do cancro

Wolfgang Link, investigador do Centro de Investigação em Biomedicina (CBMR) da Universidade do Algarve.

Uma equipa de investigadores do Centro de Investigação em Biomedicina (CBMR) da Universidade do Algarve, liderada por Wolfgang Link e composta por investigadores nacionais e internacionais, entre os quais Bibiana Ferreira e Susana Machado, também investigadoras do CBMR, acaba de publicar um inovador artigo científico na revista científica PLOS ONE, uma das mais conceituadas a nível internacional, de acesso aberto na área das ciências e da medicina.

O artigo, intitulado «Discovery of a novel, specific isothiazolonaphthoquinone-based small molecule», resulta do desenvolvimento de uma investigação inédita que sugere que o composto químico LOM612 pode ser usado como um potente realocador das proteínas FOXO. Este conjunto de proteínas, que funcionam como proteínas supressoras, surgem, normalmente, inativas em tumores humanos. Para além desta sua relação com o cancro, a variação genética das proteínas FOXO surge constantemente associada à longevidade humana.

Deste modo, os investigadores sugerem que a ativação das proteínas FOXO por via de fármacos pode ser vista como uma nova abordagem terapêutica para tratar o cancro e doenças relacionadas com o avanço da idade.

Por forma a identificar os agentes capazes de ativar as referidas proteínas, Wolfgang Link e a sua equipa testaram um conjunto de compostos químicos, servindo-se de tecnologia de ponta (image-based high content screening).

Na sua investigação, os cientistas apontam, então, a descoberta do LOM612, um fármaco sintetizado, como um potente realocalizador da proteína FOXO que, devido ao seu efeito antiproliferativo nas células cancerígenas, pode revelar, a partir desta investigação, importantes avanços na luta contra o cancro.

Sobre o CBMR
O Centro de Investigação em Biomedicina (CBMR) da Universidade do Algarve é uma unidade de investigação e desenvolvimento em ciências biomédicas cujos principais objetivos são a formação avançada de recursos humanos, investigação da etiologia da doença e consequente implementação de estratégias de combate à doença ao nível da prevenção, diagnóstico e terapêutica. O CBMR desenvolve programas de formação e I&D interdisciplinares, juntando disciplinas como a bioinformática, bioengenharia, toxicologia, biologia – estrutural, molecular, celular e do desenvolvimento -, células estaminais e medicina regenerativa. A integração de equipas médicas garante a desejada contribuição desta unidade de I&D para o desenvolvimento regional e social no âmbito da saúde. O CBMR integra 42 membros doutorados com atividade científica de mérito reconhecida internacionalmente.

Categorias
Ciência


Relacionado com: