Festa de Astronomia solidária reúne cinco Centros Ciência Viva na Foia

O terceiro Astrofoia reúne este sábado, dia 15 de setembro, astronomos, cientistas e comunicadores de ciência de cinco Centros de Ciência Viva do país.

Numa organização conjunta dos Centros Ciência Viva de Lagos, Faro e Tavira, esta festa de astronomia integra o programa Ciência Viva no Verão em Rede e conta com a participação do Pavilhão do Conhecimento e do Centro Ciência Viva de Constância, membros da Rede Nacional de Centros Ciência Viva, além do município e da Junta de Freguesia de Monchique e de vários produtores locais.

Para Rosalia Vargas, presidente da Agência Nacional Ciência Viva e do Pavilhão do Conhecimento, o Astrofoia tem como principal benefício «incentivar o contacto direto entre o público e os investigadores num ambiente informal de convívio e lazer».

Acrescenta ainda a que «é com grande entusiasmo que o Pavilhão do Conhecimento marca presença com atividades experimentais sobre dimensão e tamanhos do Sistema Solar. Tudo isto para potenciar o envolvimento dos cidadãos, de diferentes faixas etárias, com a Ciência».

Luís Azevedo Rodrigues, diretor executivo do Centro Ciência Viva de Lagos, assume que «apesar desta ser já terceira edição desta festa de Astronomia, para as equipas Ciência Viva este evento tem uma dimensão mais próxima, a de mostrarmos que podemos promover a Ciência e a Tecnologia e igualmente sermos solidários. O Astrofoia não vai deixar de ser este ano uma Festa no mais alto do Algarve – vai ser uma demonstração de que, apesar dos fogos ainda vale a pena olhar para as estrelas no alto de Monchique. É, sobretudo esta mensagem de esperança que gostaríamos de deixar».

Já Máximo Ferreira, astrónomo e diretor do Centro Ciência Viva de Constância, diz que «a adesão para participar na III ASTROFÓIA resultou da obrigação moral de cooperação entre Centros Ciência Viva mas – essencialmente – aos propósitos de solidariedade para com pessoas e entidades afetadas pela desgraça que os incêndios de agosto de 2018 lançaram sobre a região de Monchique».

Esta dimensão solidária do Astrofoia é reforçada por Ana Ramos, Diretora do Centro Ciência Viva de Tavira, pois «envolve diferentes instituições tais como a Rede de Centros Ciência Viva, Clubes de Astronomia, Municípios, Associações locais que, para além de promover a divulgação de ciência e incutir a curiosidade para a Astronomia, assume uma maior relevância dada a vertente solidária do mesmo».

Com observação solar e noturna, oficinas de astronomia, mostra de produtos regionais e momento cultural e um piquenique partilhado.

A Junta de Freguesia de Monchique colabora neste evento e, para o seu presidente, José Gonçalo Duarte, «fá-lo com muito agrado, não só pela dimensão cultural do evento mas, e foi isso que me agradou mais, pela ajuda à Monchique ser feita na forma do fomenta da economia local, por intermédio da compra de produtos locais, como o medronho ou o mel, que viram os incêndios deste ano provocarem enormes estragos». Para este autarca, «a festa de astronomia deverá ter continuidade no futuro».

Como ajudar?

1) Venha ver os astros e mostrar solidariedade com a população;

2) Contribua para a economia local ao consumir produtos regionais e visite o espaço expositivo da N’Artecicus – Associação Profissional de Artesãos e Artistas Plásticos e da Associação de Produtores de Medronho e Mel;

3) Traga um donativo não monetário dentro das necessidades identificadas pela Plataforma Ajuda Monchique (www.ajudamonchique.com/necessidades), e entregue-o durante o evento. Este será depois reencaminhado para a Plataforma Ajuda Monchique e para o Supermercado Solidário da Câmara Municipal de Monchique. Alguns dos produtos são alimentos e bens de higiene pessoal / domésticos, eletrodomésticos, tubos de água, tanques de água, ferramentas agrícolas, como roçadoras, motosserras. Embora este evento não pretenda angariar donativos em numerário, existe essa possibilidade de serem feitas doações em dinheiro no local, por intermédio dos Bombeiros Voluntários de Monchique e pela Associação de Artesãos de Monchique.

Programa

17h00 – 19h00 – Oficinas para crianças (identificação de constelações e objetos astronómicos, história de astronomia com programação, construção de relógios de sol e foguetões) e observação solar
19h00 – 19h30 – Momento cultural com poesia (Ana Maria Dias) e dança (Zoia Malá)
19h30 – 20h30 – Piquenique Astronómico
20h30 – 21h00 – Montagem dos telescópios. 2º momento cultural de dança (Zoia Malá)
21h00 – 00h00 – Observação noturna e Viagem pelo céu de fim de Verão

Para o piquenique astronómico, os participantes podem trazer algo para partilhar e ajudar a rechear a mesa coletiva. A organização solicita que, se possível, se tragam pratos, talheres e copos reutilizáveis, para se reduzir o impacto no ambiente.

Categorias
Ciência


Relacionado com: