Universidade do Algarve participa na maior feira de Educação do Brasil

A Universidade do Algarve está a participar na maior feira de educação da América Latina, o Salão do Estudante, que iniciou a 30 de setembro e termina a 10 de outubro, e decorre um pouco por todo o Brasil, em cidades como S. Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Salvador.

Esta feira atrai mais de 30 mil alunos do ensino médio brasileiro, equivalente ao ensino secundário, que procuram em Portugal uma alternativa de ensino superior com qualidade. A UAlg partilha com outras universidades portuguesas o pavilhão “Universities Portugal” e faz-se representar pelo seu Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade (GRIM). Segundo Marleni Azevedo, coordenadora do GRIM, os alunos procuram informações como “a oferta formativa, o valor da propina, o custo de vida, o processo do visto de estudos, entre outras questões práticas”.

A participação da UAlg insere-se no projeto «Algarve is Our Campus – Study and Research in Algarve», cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Algarve – CRESC Algarve 2020, através do Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Internacionalização, que tem como objetivo promover e reforçar a notoriedade e atratividade da Universidade do Algarve e da Região, através da implementação de ações que visam a internacionalização e o consequente aumento do número de estudantes, docentes e investigadores internacionais.

De realçar que atualmente cerca de 40 estudantes brasileiros integram a comunidade académica da UAlg e aqui se encontram a fazer uma licenciatura completa. O contingente brasileiro é o mais numeroso entre os alunos internacionais, sendo que, só neste ano letivo (2017/18), cerca de 250 novos estudantes deste país se matricularam na UAlg.

Recorde-se que a Academia algarvia foi uma das primeiras instituições portuguesas a estabelecer este convénio, tendo celebrado, em 2014, um protocolo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), organismo que, no Brasil, regula o acesso ao ensino superior e que permite que os alunos brasileiros possam candidatar-se à UAlg com a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), equivalente ao exame nacional português de acesso ao ensino superior. Desde então, o número de estudantes brasileiros não tem parado de crescer, começando primeiro 50, seguindo-se 115, depois 180, até aos atuais 400.

Especialistas debatem na UAlg políticas, práticas e desafios para um ensino inclusivo

O Gabinete de Apoio ao Estudante com Necessidades Educativas Especiais (GAENEE) da Universidade do Algarve vai realizar o III Seminário sobre «Caminhar para um ensino inclusivo: políticas, práticas e desafios», nos dias 11 e 12 de outubro, no auditório verde (edifício 8) do Campus de Gambelas.

O seminário pretende sensibilizar a comunidade para a inclusão educativa de estudantes com Necessidades Educativas Especiais (NEE) e dar a conhecer abordagens e práticas de qualidade no âmbito da inclusão no Ensino Superior.

A sessão de abertura contará com a presença do reitor da UAlg, António Branco, da vice-reitora Ana de Freitas, da coordenadora do GAENEE, Maria Helena Martins, e do presidente da Associação Académica da UAlg, Rodrigo Teixeira.

O seminário conta ainda com a participação de reconhecidos especialistas, como Pedro Dominguinhos, presidente do Instituto Politécnico de Setúbal e conselheiro relator do Parecer do Conselho Nacional de Educação, nº 1/2017, sobre os Estudantes com necessidades Educativas Especiais no Ensino Superior, Paula Campos Pinto, professora no ISCSP-Universidade de Lisboa e coordenadora do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos, Ana Maria Bénard da Costa, Ana Luísa Sesudo, presidente da Associação Portuguesa de Deficientes, entre outros.

Além de vários outros palestrantes e comunicações relacionadas com o tema em destaque, o programa contempla, ainda, uma peça de Teatro do Sotão – Grupo Inclusivo da ASMAL, intitulada «Signos de Fora» que será apresentada, às 17h00 do dia 12, no Grande Auditório da UAlg.

Congresso Internacional de Engenharia e Sustentabilidade no século XXI realiza-se na UAlg

O Instituto Superior de Engenharia (ISE) da Universidade do Algarve organiza, de 11 a 13 de outubro, o INCREaSE 2017 – Congresso Internacional de Engenharia e Sustentabilidade no século XXI.

Este Congresso Internacional, que irá realizar-se no Campus da Penha, tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável de forma multidisciplinar, abordando desafios transversais, como: Riscos Naturais e Antropogénicos, Turismo e Sustentabilidade, Comida Saudável, Água e Sociedade, Mobilidade sustentável, Energias renováveis e eficiência energética e outros tópicos relacionados com o desenvolvimento sustentável.

Congregando diferentes áreas da engenharia, tais como Civil, Eletrónica, Alimentar e Mecânica, o INCREaSE 2017 tem como públicos-alvo investigadores, técnicos e especialistas, nacionais e estrangeiros, ligados a estas áreas, bem como às temáticas transversais e demais tópicos relacionados.

Sendo este um setor de importância global e de forma a fomentar a colaboração internacional a todos os níveis, dentro das diversas áreas da engenharia consideradas, esta conferência irá abordar algumas questões vitais da atualidade, incentivando a troca de informações sobre o estado-de-arte, partilha de conhecimento e trabalho em rede, com enfoque na engenharia e sustentabilidade.

Categorias
Educação


Relacionado com: