TeSP são uma oportunidade de repensar o percurso educativo

No âmbito da campanha de divulgação que está a ser elaborada pela Secretaria de Estado do Ensino Superior, a Universidade do Algarve promoveu, no dia 4 de junho, uma sessão de divulgação dos cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP), no Anfiteatro José Silvestre do Instituto Superior de Engenharia, no Campus da Penha.

Afirmando que “estamos perante uma realidade completamente nova”, António Branco, reitor da UAlg, presidiu a sessão de abertura, onde falou sobre as preocupações deste novo processo. Na sua opinião, um dos grandes objetivos dos cursos TeSP é “proporcionar aos jovens aprendizagem” adaptando o modo de ensino, mas salienta que “só no ano que vem é que podemos fazer um balanço mais consistente desta experiência”.

Já a pró-reitora Gabriela Schütz apresentou a oferta formativa da UAlg nesta vertente, enaltecendo o contributo das empresas que serão parceiras da instituição algarvia no período de estágio que faz parte do plano curricular dos TeSP.

Para falar sobre a importância destas formações pós-secundárias superiores na região do Algarve, esteve presente António Eusébio, primeiro secretário da AMAL, que acredita que os novos cursos são “uma mais-valia para as regiões” e “vêm complementar um nível intermédio que o país precisa”, aumentando, assim, “a eficiência e a competitividade regional”.

Isabel Conceição, administradora da Hubel, abordou a relevância destes cursos para as empresas, evidenciando que estas necessitam de profissionais com o nível de qualificação que será adquirido através dos TeSP.

A última intervenção esteve a cargo de José Ferreira Gomes, secretário de Estado do Ensino Superior, que apresentou a visão do Governo para os TeSP, garantindo que estes cursos “estão pensados para estar perto da atividade económica, cultural e social de cada região” e que pretendem oferecer aos jovens do ensino secundário profissional “a oportunidade de repensar o seu percurso educativo.” Ainda relativamente aos TeSP, o secretário de Estado afirmou que são “cursos muito pragmáticos, mas que rapidamente entram numa área de «saber fazer».

Categorias
Educação


Relacionado com: