Nova Escola de Sagres vai construir caravela de 6 metros na Fortaleza

O Centro Ciência Viva de Lagos (CCVL), no âmbito do Programa DiVaM (Dinamização e Valorização dos Monumentos), da responsabilidade da Direção Regional da Cultura do Algarve, vai dinamizar o projeto Nova Escola de Sagres, a ser implementado na Fortaleza de Sagres.

O evento, a decorrer nos dias 19 e 20 de maio, em ambiente de Festival, propõe aos visitantes várias atividades, da construção de uma caravela modular com 6 metros de comprimento à utilização de instrumentos técnicos tradicionais e os seus correspondentes modernos. Este projeto conta ainda com a parceria da Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental.

A implementação do projeto Nova Escola de Sagres ambiciona reunir na Fortaleza de Sagres diversas áreas do saber científico e do saber prático, do passado ao atual, como justificação conceptual na dinamização de atividades relacionadas com as Artes de Navegar, a História e o Conhecimento que resultaram do primeiro grande evento de globalização – os Descobrimentos.

Em cada atividade são abordados conceitos de um contexto histórico preciso, mas relacionando-os com os conhecimentos atuais, com os novos saberes e tecnologias, recorrendo a ferramentas atuais e de elevada tecnologia. Os participantes experimentarão atividades como a construção de uma Caravela modular de 6 m de comprimento, manuseamento de instrumentos de navegação, construir mapas e ler cartas, utilizar relógios de sol, realizar observações solares e noturnas, examinar as plantas vindas com os Descobrimentos e conhecer sementes de todo o mundo. O evento terá a duração de 2 dias permitindo assim diversificar os públicos envolvidos.

O primeiro dia é dedicado às escolas para que possam usufruir e participar nas atividades propostas. O segundo dia será dedicado a todos que visitem o espaço da Fortaleza de Sagres, particularmente as famílias. Está prevista, também para o segundo dia, uma palestra que irá decorrer no auditório da Fortaleza e um workshop de seleção e conservação de semente, terminando o dia com uma observação astronómica.

A existência da Escola de Sagres constitui um dos maiores mitos da História de Portugal. Pensa-se que a correta interpretação do termo Escola de Sagres, implementada pelo Infante D. Henrique, estaria associada a um local de reunião de conhecedores da arte de marear e detentores do saber científico e tecnológico para, em conjunto, desenvolverem métodos inovadores de navegação, elaboração e produção de cartas de navegação e construção de embarcações para a descoberta de novas terras e rotas comerciais.

O Centro Ciência Viva de Lagos

Para além das várias atividades inerentes ao seu espaço expositivo (exposição permanente, exposições temporárias, oficinas escolares, oficinas e atividades para seniores, saídas de campo, palestras e observações astronómicas), o Centro Ciência Viva de Lagos tem vindo também a assumir-se noutras áreas da divulgação da Ciência, nomeadamente através da associação a projetos de investigação científica, por exemplo da Universidade do Algarve, no qual desempenha o papel de parceiro de Comunicação e Divulgação de Ciência.

O Centro já recebeu igualmente financiamento por parte da Fundação Calouste Gulbenkian para a implementação do Projeto Saúde a 4 Tempos, de promoção da Literacia para a Saúde. Recentemente o CCVL decidiu apostar nas Oficinas Maker e irá inaugurar brevemente um novo espaço laboratorial – Espaço Dòing.

Neste Espaço DÒING, aprende-se fazendo, misturando a robótica, a programação, a digitalização e impressão 3D, as tecnologias digitais e a prototipagem com a marcenaria e o mãos-na-massa, seja no tricot ou na cozinha molecular.

Categorias
Educação


Relacionado com: