Clipsa leva cuidados de saúde à Praia da Rocha

Com um nome conhecido no Barlavento algarvio, a clínica familiar aposta em Portimão com nova unidade e mais serviços adaptados à realidade local.

A clínica médica Clipsa existe há 26 anos, tendo sido fundada pela médica Lisete Romão e pelo psicólogo Estevão Martinho, em Silves, em 1989. Mais tarde, o casal decidiu alargar a rede, criando uma unidade dedicada à fisioterapia, também em Silves, e outro espaço em Armação de Pêra.

Agora chegou a vez da Praia da Rocha, estando já a funcionar uma nova filial, perto do Hotel Júpiter. A partir de «um estudo económico e de necessidades de saúde, chegámos à conclusão que a Praia da Rocha estava desfavorecida, não tendo unidades de saúde», explicou ao «barlavento» o empresário Estevão Martinho. Apesar da maioria dos utentes ter transporte próprio, o casal empreendedor considerou que esta seria uma oportunidade para fidelizar os utentes, aproveitando ainda a flutuação de turistas que ficam alojados nas diversas unidades hoteleiras da zona.

«A nossa aposta é prestar um bom serviço de saúde, sempre com qualidade, fidelizando quem está mais próximo, mas também quem vem à nossa clínica [pela primeira vez]. É um espaço de trato familiar, por isso até tivemos a preocupação de não chegar a hospital e de ter uma decoração acolhedora para que as pessoas se sintam bem», contou.

Por a Clipsa ter quase todos os acordos de saúde e já um historial na região, os utentes de concelhos vizinhos como Portimão e Lagos deslocavam-se até Silves ou Armação de Pêra para as suas consultas. Um problema que fica resolvido com a aposta na Praia da Rocha, sublinhou o psicólogo, acrescentando que a direção sempre trabalhou sozinha, sem apoios estatais.

Além dos serviços permanentes «de enfermagem, de médico de clínica geral e dentário», que funcionam das 8 às 23 horas, há a possibilidade de fazer «análises clínicas, ecografias, electrocardiografia, ecografia, ecocardiogramas, radiografias».

Estão disponíveis especialidades como cardiologia, ginecologia, obstetrícia, dermatologia, pediatria, sendo de destacar o departamento de psicologia. Neste âmbito, há a «avaliação psicológica e da personalidade, os psicotécnicos para a carta de condução, as psicoterapias, hipnoterapia, terapias familiar, da fala, ocupacional, despiste e tratamento da dislexia e da hiperatividade ou tratamento de alterações comportamentais», avançou a direção da Clipsa.

A clínica tem «uma ótima equipa, dentro deste campo da pisicologia, havendo algumas destas áreas que têm acordos com a Administração Regional de Saúde, como a terapia da fala, ocupacional, a fisioterapia». Este será um dos pontos fortes, como explicou ao «barlavento», pois é oferecida uma resposta à população, sobretudo, às crianças com dificuldades de aprendizagem, numa alternativa privada, mas com um custo mais reduzido através dos acordos convencionados com a ARS.

A Clipsa tem as análises e a medicina física e de reabilitação, através do Serviço Nacional de Saúde, mas tem ainda outros acordos como a ADSE, GNR, PSP, e os seguros como a Medicare, Advancare, exceptuando a ARS (antiga Caixa, apenas disponível em Silves).

Foram também introduzidas «as medicinas alternativas na Praia da Rocha», adiantou o psicólogo. Haverá, por isso, consultas de hosteopatia, homeopatia e medicina chinesa (acupuntura).

Nos próximos dois meses, a Clipsa vai lançar o cartão de fidelização, intransmissível, pensado para os utentes, em especial, maiores de 55 anos, que sentem dificuldades em fazer um seguro. As tabelas serão apelativas, com grandes descontos nas consultas de medicina física e de reabilitação, dentárias ou nas análises, segundo avança a médica Lisete Romão. Também as empresas locais podem fazer um protocolo com a clínica, usufruindo de preços especiais para os seus colaboradores.

Esta clínica privilegia o atendimento de proximidade. «Todos têm o meu telefone. O doente está em casa e, por qualquer motivo, sente-se mal ou o medicamento fez-lhe mal, manda-me uma mensagem e eu respondo», concluiu a médica.

Categorias
Economia


Relacionado com: