Steven Sousa Piedade eleito para o Conselho Diretivo da ANAFRE

O presidente da Junta de Freguesia de Montenegro, Steven Sousa Piedade foi eleito para o Conselho Diretivo da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), durante o XVI Congresso Nacional realizado nos dias 26, 27 e 28 de janeiro, em Viseu.

Para o autarca social-democrata, que cumpre atualmente o terceiro mandato naquela freguesia do concelho de Faro, a eleição para o Conselho Diretivo da ANAFRE representa, não apenas a presença efetiva do Algarve num órgão nacional, como uma grande oportunidade para defender os interesses das freguesias da região.

Durante o mandato de quatro anos na estrutura máxima da ANAFRE, Steven Sousa Piedade propõe-se a promover uma maior proximidade com os congéneres algarvios, nomeadamente através de um esforço de cooperação que fortaleça o poder local na região.

«É importante ouvir os autarcas da região e perceber quais as suas preocupações. Só assim será possível levar os respetivos problemas às instâncias governamentais e equacionar soluções que ganhem forma no terreno», frisa em nota enviada ao «barlavento».

Defensor da revisão dos termos dos critérios do Fundo de Financiamento das Freguesias, moção que apresentou, aliás, durante o congresso em Viseu, Steven Sousa Piedade garante que esta vai ser uma das suas «lutas» de eleição, também enquanto vogal da ANAFRE.

«A redefinição destes critérios é necessária e urgente, pois só assim será possível viabilizar a justa atribuição de meios humanos e financeiros compatíveis com as reais necessidades orçamentais de cada freguesia, face às respetivas especificidades territoriais e patrimoniais», defende.

Piedade reclama a criação de uma majoração para as freguesias onde se concentram edifícios e espaços de grandes proporções, como é o caso da Freguesia de Montenegro.

«Trata-se de uma medida que permitirá compensar os constrangimentos financeiros inerentes à concentração de edifícios e espaços de elevada proporção como aeroportos, monumentos, hospitais e outras infraestruturas de uso público. São custos elevados para as freguesias que não se encontram atualmente contemplados no Orçamento» sustenta.

O autarca defender ainda a revisão da Lei nº 75/2013, de forma a que, as competências agora delegadas pelos municípios, passem a ser competências materiais próprias das freguesias e sejam acompanhadas pelo respetivo pacote financeiro.

Estas foram aliás as grandes questões que dominaram o XVI Congresso da ANAFRE, onde foram aprovadas as linhas de atuação geral, que reclamam a descentralização de competências, a reorganização territorial das freguesias e um novo estatuto do eleito local.

Em Viseu estiveram presentes 1200 congressistas, foram eleitos os novos órgãos sociais para o mandato 2017-2021 da ANAFRE tendo o presidente da Junta de Freguesia de Campo de Ourique, Lisboa, Pedro Cegonho (PS) sido reconduzido ao cargo de Presidente do Conselho Diretivo, com 584 votos.

Categorias
Destaque


Relacionado com: