Precisa-se voluntários para ajudar a limpar maré poluente nas ilhas-barreira

O estranho material poluente que deu à costa dos núcleos da Culatra, Hangares e Farol, na terça-feira, dia 3 de janeiro, vai ser limpo numa ação ambiental aberta à participação de voluntários, durante este fim de semana.

«É importante a colaboração de todos o que quiserem ajudar na limpeza. Peço do fundo do coração a todos que compareçam», apela Vanessa Morgado, do movimento SOS Ria Formosa.

«Depois desta calamidade que atingiu as ilhas-barreira, decidimos todos juntos cooperar e nesse sentido estamos a reunir um grupo de habitantes e amigos que se organizar entre as várias comunidades atingidas, para proceder à limpeza das nossas praias», explica.

Durante a tarde de hoje, o movimento SOS Ria Formosa reuniu com várias entidades competentes entre as quais o Departamento Marítimo do Sul (entidade coordenadora), Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Proteção Civil e autarquias.

As ações de limpeza vão começar amanhã cedo no areal do núcleo do Farol e deverão prolongar-se até quarta-feira, 11 de janeiro, em vários turnos. A participação é aberta a todos os interessados.

Contactado pelo «barlavento», Rui Nunes Ferreira, Capitão do Porto de Olhão explicou o poluente «é uma espécie de óleo vegetal, está confirmado que se trata de de óleo de palma». Esta substancia orgânica é inofensiva para a saúde publica e meio ambiente.

Para já, a Marinha abriu um inquérito para apurar a fonte do contaminante, que deverá ter origem na limpeza de porões de um cargueiro a navegar a cerca de 30 milhas a sul da costa algarvia. O vento e a maré empurraram os detritos para as ilhas-barreira da Ria Formosa.

Rui Nunes Ferreira confirma, no entanto, que é mesmo necessária a ajuda de voluntários para remover os detritos que estão espalhados, pelo menos, por cinco quilómetros de areal.

Para isso os interessados devem dirigir-se ao Farol da ilha da Culatra, para receberem material de proteção individual (luvas), sacos para a recolha e instruções.

A onda de «óleo de palma» já chegou à Armona, Deserta e ilha da Fuzeta.

Câmara Municipal de Faro apoia iniciativa

Em resposta aos focos de «espuma poluente» que têm dado à costa nas ilhas Deserta e Culatra, a Câmara Municipal de Faro anunciou a organização de uma campanha de limpeza extraordinária do areal destas praias, a partir deste sábado, 7 de janeiro, estando a receber inscrições.

O transporte dos voluntários será feito em embarcações que sairão do Cais das Portas do Mar em dois horários. De manhã a saída é às 7h30 e o regresso às 12h30. Durante a tarde o barco sai às 13h00 e regressa às 17h30.

Os voluntários devem ser maiores de 14 anos, apresentar-se com calçado confortável e agasalhados com roupa adequada. Apesar da «espuma poluente» não apresentar toxicidade perigosa para a saúde humana, a Marinha, que coordena a operação no terreno, fornece equipamentos de proteção individual.

Só poderão participar voluntários com previamente inscritos. Todos(as) aqueles(as) que fazem parte do movimento escuta / escuteiro / guia e que queiram participar, devem contactar as suas companhias que estão já a organizar-se para o efeito. Menores de 14 anos só poderão participar munidos de autorização parental.

Os interessados devem indicar nome completo, contacto telefónico, e-mail e turno(s) pretendido(s) através do e-mail [email protected]

Categorias
Destaque


Relacionado com: