Novos artefactos romanos encontrados na baía de Lagos

Durante um mergulho recreativo, na semana passada, foi encontrado e identificado um cepo de chumbo romano, por um dos membros do staff do Dive Club Cipreia, de Lagos. O achado foi recuperado por uma equipa de mergulhadores, contado com a arqueóloga responsável, Joana Baço, com o apoio logístico daquele centro, e ainda por mergulhadores voluntários locais do antigo projeto de investigação «Carta Arqueológica Subaquática da Baía de Lagos e Arredores». Durante a recuperação do primeiro cepo, foi descoberto um segundo, que foi também içado para terra.

A informação foi avançada em nota de imprensa pelas empresas «Archaeofactory» e Tiago Miguel Fraga (TMF). Os artefactos já se encontram em fase de limpeza e estudo, com o objetivo de apurar a sua identificação tipológica e uma aferição cronológica. Pretende-se que possam dar pistas para um melhor conhecimento da utilização da baía de Lagos e a sua importância durante a época romana. Já se tinha procedido ao levantamento de outros dois artefatos deste tipo, no passado recente, assim como de uma sonda náutica medieval. São conhecidas até ao momento cerca de 175 âncoras, de várias cronologias, submersas, nesta zona.

Categorias
Destaque


Relacionado com: