Município de Portimão quer repor veículo dos Bombeiros dentro de 30 dias

A Câmara Municipal de Portimão encontra-se a diligenciar, através do Serviço Municipal de Proteção Civil e com a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão, a substituição imediata do Veículo Florestal de Combate a Incêndios, totalmente destruído pelo incendio do dia 12 de junho.

Recorde-se que na passada segunda-feira, em resposta a um incêndio numa área de elevado perigo de incêndio florestal na freguesia de Marmelete, concelho de Monchique, o referido veículo sofreu danos que levaram à sua perda total, tendo a equipa saído ilesa da situação extrema a que foi sujeita, o que se configura no mais positivo e importante resultado deste infortúnio.

Este veículo florestal de combate a incêndios do Corpo de Bombeiros de Portimão foi adquirido em 2014, no âmbito do plano de reequipamento da Proteção Civil, pelo valor de 122.160€, com comparticipação de fundos comunitários através do PO Algarve 21 a 85%, tendo o Município de Portimão assumido a comparticipação nacional.

Uma vez que se trata de um meio técnico de extrema utilidade, todos os esforços estão a ser concentrados na reposição imediata de um veículo imprescindível para a capacidade de resposta numa área tão sensível como os incêndios florestais.

A Câmara Municipal de Portimão já tomou as necessárias diligências para acelerar o processo de reposição desta ferramenta essencial para os Bombeiros de Portimão e, independentemente da comparticipação prevista pela administração central, a Presidente da Câmara Municipal levará à próxima reunião de câmara a proposta de apoio imediato à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão, os quais já receberam propostas de fornecimento de um veículo similar na ordem dos 145.000€, assumindo desde já o restante valor necessário para a sua reposição emergente (valor já estimado em cerca de 25.000 euros).

Refira-se que a Câmara Municipal de Monchique já disponibilizou uma verba para apoiar a reposição imediata do veículo em apreço, gesto que segundo a presidente da autarquia «merece a nossa gratidão e demonstra bem a forma solidária e coesa como se enfrentam os desafios do dia-a-dia no âmbito da proteção civil na Região do Algarve».

A presidente salienta que «esta área estratégica é entendida por todos os autarcas como transversal, independentemente da divisão administrativa de cada Município, porque uma resposta eficaz e eficiente tem que funcionar de forma integrada e supramunicipal. Exemplo disso é o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais cujo apoio financeiro é assumido equitativamente por todos os Municípios, independentemente da área florestal que possua».

O Corpo de Bombeiros de Portimão é das unidades operacionais do Algarve que mais contribui no reforço a outros concelhos da região em situações de emergência, com especial incidência nos municípios vizinhos, face à proximidade e localização estratégica.

Destaca-se o empenhamento expressivo no combate aos incêndios florestais mas também em outras áreas de intervenção no âmbito da proteção civil e socorro. Assim, torna-se imperativo manter a boa e reconhecida capacidade, grau de prontidão e profissionalismo que tem sido demonstrado pelos Bombeiros portimonenses que abnegadamente e de forma competente têm respondido a todas as ocorrências mais relevantes e complexas que se registaram na região, concorrendo significativamente para a sua resolução.

Categorias
Destaque


Relacionado com: