Marinha reativa Hangares para base de treino de operações especiais dos Fuzileiros

Rogério Bacalhau, presidente da Câmara Municipal de Faro e António Silva Ribeiro, chefe do Estado-Maior da Armada.

A Marinha vai reativar a infraestrutura no núcleo dos Hangares, já a partir do próximo ano. A revelação foi feita hoje, quarta-feira, 30 de agosto, pelo almirante António Silva Ribeiro, chefe do Estado-Maior da Armada, à margem da cerimónia de assinatura de um protocolo de cooperação entre a Marinha, Autoridade Marítima e a Associação de Moradores do núcleo dos Hangares, que define novas regras para a utilização conjunta do cais de embarque e a colocação de um finger para embarcações ligeiras, uma reivindicação antiga.

«A nossa presença vai ser diária e por isso faz sentido requalificar o cais. Esta zona tem sido utilizada para ações de inativação de explosivos, treino de mergulhadores e de fuzileiros. Essas ações vão continuar e vão ser reforçadas. Vamos transformar este terreno de grandes dimensões em área de treino com embarcações de alta velocidade, e para operações do destacamento de operações especiais dos fuzileiros, operações de grande complexidade, sofisticação e discrição. Será aqui a nossa base de treino, como não outra no país. Há Vale de Zebro, mas aqui temos condições naturais para que os fuzileiros possam operar e treinar para operações reais. Também a partir daqui poderão fazer intervenções sempre que se justifiquem», disse aos jornalistas.

José Lézinho, presidente da direção da Associação de Moradores do núcleo dos Hangares diz ver com bons olhos este regresso da Marinha, até porque poderá gerar oportunidade de trabalho para os jovens.

Categorias
Destaque


Relacionado com: