IKEA Loulé lança novidades exclusivas em Portugal um ano após a abertura

Em entrevista ao «barlavento», o gerente Abdelhak Ayadi (Arack), revela que em apenas um ano, a loja de Loulé da gigante sueca recebeu 2,5 milhões de visitantes.

Um «valor de vendas muito acima do esperado. Foi um primeiro ano muitíssimo bom pois ficamos acima dos nossos objetivos e as perspetivas são de crescimento contínuo», contabiliza Arack, o responsável pela loja da IKEA no Algarve. O sucesso tem números concretos: 2,5 milhões de visitantes no primeiro ano de atividade. Também a abertura do Mar Shopping e do Designer Outlet Algarve contribuiu para que a clientela «quase duplicasse». «Um terço dos clientes são estrangeiros» e são sobretudo estes os que mais dinheiro gastam. Arack explica que devido ao grande investimento em imobiliário «as suas necessidades de compra são maiores» pois mobilam casas inteiras com recheio desta marca. São sobretudo «ingleses, franceses, escandinavos e cada vez mais italianos», revela.

O responsável diz que vai continuar a apostar na diferenciação através de serviços inéditos e exclusivos na loja de Loulé. A mais recente novidade, prestes a ser lançada, é a criação de «balcão de costura» que permitirá de forma permanente dar forma às mais originais ideias e personalizar os artigos. «A objetivo é que o cliente possa escolher o tecido, explicar a sua ideia à costureira e sair da loja com o projeto pessoal concretizado», revela. Até aqui, o serviço de costura é executado por uma empresa externa, o que encarecia o custo do serviço. Estará agora disponível de forma permanente, mais «rápida e barata», na loja algarvia. «Por exemplo, se alguém quiser forrar uma almofada ou uma cama para cão com um dos nossos tecidos, basta comprar ou trazer o item, escolher o tecido, e entregar à costureira. Consoante o volume de trabalho, poderá almoçar no nosso restaurante e quando terminar já ter o trabalho executado e pronto para levar. Desde que sejam produtos da IKEA, a imaginação é o limite!», garante o gestor. «É um complemento à nossa gama. Notamos que há uma tendência a personalizar cada vez mais os artigos e esta é, de alguma forma, uma resposta a essa necessidade».

bdr

Arack avança ainda que «até ao final do ano será anunciado um novo e grande projeto-piloto que representará um importante contributo no âmbito da sustentabilidade para as pessoas a viver no Algarve. E também será a loja de Loulé a primeira a testar de forma exclusiva este novo produto/serviço». Para já, nos dias 5 e 6 de maio, o complexo comercial irá promover «um evento sobre sustentabilidade e mobilidade» onde «diferentes marcas de veículos elétricos estarão presentes». Uma temática acarinhada pela IKEA que disponibiliza no seu parque de estacionamento «a maior estação de carregamento elétrico do Algarve».

Balanço do primeiro ano

Um ano após a sua abertura, a IKEA emprega 220 pessoas e continua a recrutar para «todos os departamentos». No topo dos produtos mais procurados, segundo Arack, o gerente da loja de Loulé, estão «os sofás-cama, cozinhas, roupas de cama e mobília de exterior». «No verão passado lançamos as trotinetes e bicicletas elétricas. Em outubro apresentámos a nova gama destinada a animais. Ambas têm sido grandes sucessos». Arack foi inclusive o grande impulsionador da coleção para animais, acompanhando todo o projeto desde o desenvolvimento do produto até à sua implementação. Também desde novembro que a IKEA Loulé dispõe do serviço «Click and Collect» (clica e recolha) e «Click and Deliever» (clica e entrega) que permite aos clientes comprar online e recolher as compras diretamente no estacionamento da loja, ou em alternativa, receber a encomenda na morada que quiser. No entanto, «80 por cento dos clientes algarvios preferem receber as compras diretamente em casa». Também o restaurante se tem revelado uma aposta de sucesso. Projetado inicialmente com 450 lugares, a equipa de Arack teve de acrescentar mais 150 lugares dada «a grande procura». Para além disto, também o terraço exterior foi totalmente redecorado e é agora coberto para que «possa ser usado durante todo o ano».

IKEA solidário leva quatro colaboradores de Loulé à China

No âmbito da campanha solidária «Vamos brincar?» promovida pela IKEA Foundation e com o intuito de «estimular ainda mais os colaboradores», a IKEA lançou no final do ano passado uma competição solidária em Portugal: quantos mais brinquedos fossem vendidos maior era o número de doações que conseguiriam angariar para atribuir a instituições. «E Loulé ganhou!», refere orgulhoso Arack, gerente de loja da IKEA. «Desta forma, conseguimos a possibilidade de enviar quatro dos nossos colaboradores para a China, para que visitem e contribuam in loco para um projeto social que a IKEA se encontra a desenvolver localmente em cooperação com a UNICEF». Aventuras proporcionadas pela marca sueca que vão ao encontro do seu lema: «proporcionar uma vida melhor mas o maior número de pessoas possível».

Categorias
Destaque


Relacionado com: