Eurodeputada Marisa Matias visita zonas afetadas pelo fogo em Monchique e Silves

A eurodeputada do Bloco de Esquerda Marisa Matias (BE) irá visitar as áreas ardidas no concelho de Monchique, na tarde de sexta-feira, dia 10 de agosto, na companhia do deputado João Vasconcelos, para se inteirar do estado de calamidade provocado pelo incêndio que lavra desde o final da semana passada naquele concelho serrano. Na manhã de sábado, dia 11, a comitiva do BE fará uma outra visita de reconhecimento no concelho de Silves para se inteirar dos prejuízos provocados pelo fogo.

Dadas as circunstâncias que se vivem na região, o BE decidiu anular os comícios de verão marcados para dia 10, em Quarteira, e também em Monte Gordo, no dia seguinte.

Na agenda de trabalhos, mantêm-se apenas a visita a Cacela Velha, na tarde de sábado.

Marisa Matias quer perceber o porquê do fim abrupto do que restava da economia ligada ao viveirismo naquela zona, já que apesar das iniciativas de vários partidos, já que segundo fonte do BE «não há conhecimento até à data de que qualquer levantamento fosse feito e aquela comunidade, onde se receia, segundo populares e associações locais, que o património natural e classificado naquela zona venha a ser abandonado e entregue à sua sorte, vindo a desaparecer no médio prazo».

Além disto, o BE quer inteirar-se dos efeitos da recente intervenção «na área contígua à classificada aldeia de Cacela Velha assistiu à destruição duma extensa área de manto vegetal, numa intervenção que não foi autorizada pelas entidades com tutela sobre o espaço, pronunciando as intenções do proprietário na procura de investimento imobiliário para intenções de betonização com vista à edificação de mais uma oferta de luxo sobre a única e a última faixa do litoral algarvio que ainda está livre das políticas de privatização de áreas naturais classificadas».

Categorias
Destaque


Relacionado com: