Cerveja de medronho dá-se provar no festival MED

Ricardo Durão, 46 anos, responsável pela marca louletana Al-Gharb e produtor da nova «cerveja MED» apresenta a bebida que será lançada durante o festival MED, em Loulé.

«Chama-se MED. Iniciais da palavra Medronho e Mediterrâneo, que também inspiraram o festival. Foi por isto que decidi que seria excelente ocasião lançar a nova cerveja durante o evento musical», explica o empresário Ricardo Durão. «É um momento especial para mim porque estarei a lançar a primeira cerveja de medronho artesanal no maior festival musical do Algarve».
A ideia surgiu porque «o medronho é um excelente produto algarvio, entre muitos outros. Por isso decidi arriscar e produzir a partir do fruto do medronho esta nova cerveja artesanal a qual possui ainda na sua composição água, malte, lúpulo e levedura».

Numa fase inicial, o empresário apostou no embalamento de cerca de 700 unidades de cerveja para as quais foram usadas aproximadamente 20 quilogramas de fruto do medronho, oriundos de um produtor local da Serra do Caldeirão.

Durão descreve a nova bebida como tendo um «leve gosto da acidez do medronho, frutada, e muito leve para uma cerveja artesanal. Bebe-se muito bem», garante. Afinal, «possui apenas 5,6 por cento de taxa de álcool». Os curiosos poderão conhecer e degustar gratuitamente a cerveja durante os quatro dias do festival MED.

As garrafas de 33 centilitros terão o preço especial de lançamento de 3,15 euros, passando depois a custar 3,50 euros, isto porque, «não foi uma cerveja criada para o festival». Estará disponível após o término do evento e até esgotar esta primeira edição limitada. «Depois, só poderemos produzir de novo no fim do ano, quando tivermos novamente medronho», explica. Durante o festival será ainda distribuído um cartão de oferta, onde na compra de nove garrafas, a décima bebida é oferta gratuita.

Além da cerveja de medronho, a Al-Gharb disponibiliza ainda dois outros tipos de cerveja artesanal: a IPA Pale Ale (com 5,1 por cento de taxa de álcool) e a India Pale Ale (com 6,7 por centro de taxa de álcool). Até porque, de acordo com a sua experiência nas edições anteriores do Festival MED, «cerveja é sem dúvida o produto mais procurado», refere. A marca segue assim a filosofia de apostar de forma inovadora em produtos e pequenos produtores locais que mantêm a tradição. «Gosto de percorrer a serra e barrocal algarvios daqueles que se distinguem pela qualidade, mas que são difíceis de conquistar».

Além das cervejas, licores, aguardentes, compotas, sal, azeites e outros produtos alimentares, Ricardo Durão promove ainda no portfólio da empresa, artigos de cestaria, tapearia, bijuteria, entre outros, onde se privilegia o design e a originalidade de peças feitas com materiais locais.

Durante os quatro dias do festival MED poderá provar esta nova cerveja de medronho entre as 10 e as 2 horas, na loja Al-Gharb na Rua Vice-Almirante Cândido dos Reis, nº 6, no recinto do festival.

Categorias
Destaque


Relacionado com: