António Eusébio deixa Assembleia da República para integrar Águas do Algarve

O socialista António Eusébio deixará de ocupar o lugar de deputado, eleito pelo PS no círculo eleitoral de Faro, na Assembleia da República (AR) para integrar o Conselho de Administração da empresa Águas do Algarve.

Contactado pelo «barlavento», António Eusébio confirmou que a decisão é pública desde segunda-feira, 12 de março, passando o socialista a ser um dos administradores da Águas do Algarve, tal como Isabel Soares que se mantém nesta função. «O Conselho de Administração tem um presidente, que é o Joaquim Peres que continua, e tem mais dois administradores, entrando eu. Há depois dois autarcas que são não executivos, que serão das Câmaras Municipais de Faro e Lagos», substituindo assim Rui André (Monchique) e Rosa Palma (Silves).

António Eusébio referiu ainda que não sabe ao certo quem ocupará o lugar de deputado na Assembleia da República, pois será aquele órgão a gerir, pois segue a lista apresentada às eleições legislativas.
Questionado acerca da possibilidade de poder vir a ingressar na CCDR Algarve, António Eusébio comentou que esta situação «não se levanta tão cedo», pois é um processo também de nomeação, mas por legislatura, sendo as próximas eleições em 2019. No caso da Águas do Algarve, este é um processo ligado às Assembleias Gerais da empresa, cuja duração é de três anos.

O socialista deixa também agora a liderança da Federação do PS Algarve a Luís Graça, após três mandatos de dois anos.

Categorias
Destaque


Relacionado com: