Acidente mortal no IKEA de Loulé

Uma trabalhadora morreu, esta sexta-feira, num acidente de trabalho na construção do IKEA de Loulé.

Segundo confirmou o Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro (CDOS) ao «barlavento», o alerta para o acidente foi dado às 12h11.

A vítima foi declarada morta no local.

Responderam ao sinistro duas patrulhas da Guarda Nacional Republicana (GNR) com dois homens em cada uma, um veículo de desencarceramento, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Albufeira, uma mota do INEM de Faro e o veículo CBV de Faro (também do INEM).

Fonte do Comando Territorial de Faro da GNR explicou que houve uma queda de paletes que atingiram a trabalhadora.

Ontem, dia 23 de março, devido a uma inesperada alteração de agenda de um representante da IKEA, a visita que irá revelar a nova loja à Comunicação Social Loulé foi adiada para 29 de março, véspera da data de abertura.

A IKEA também já reagiu, e em comunicado enviado à redações «lamenta o acidente no exterior do cais de descarga da futura loja IKEA Loulé. A vítima é um colaborador de uma empresa externa à IKEA, contratado por um dos fornecedores do projeto. As autoridades foram prontamente alertadas e estão no local neste momento. A equipa da IKEA Portugal está no local e, em conjunto com todos os intervenientes e com as autoridades, estão a trabalhar no apuramento dos factos».

«A IKEA lamenta profundamente o sucedido e, neste momento, todos os nossos pensamentos estão com os familiares e amigos da vítima, a quem prestamos as nossas sentidas condolências.
As autoridades foram prontamente alertadas e deslocaram-se de imediato ao local. O processo de investigação está a decorrer e a IKEA, em conjunto com todos os intervenientes e as autoridades, está a colaborar no apuramento das causas do acidente. Aguardamos pelas conclusões do processo de investigação para termos mais informações sobre o sucedido. Assim que isso aconteça, partilharemos de imediato», sublinha a empresa.

Categorias
Destaque


Relacionado com: