Provas de Ginástica Rítmica regressam a Portimão

Andreia Sancho, Ana Fazenda e Joaquim Paulino.

Após um interregno de cinco anos, Portimão volta a ser palco de uma prova do Campeonato Nacional de Ginástica Rítmica, nos dias 30 de abril e 1 de maio, no Portimão Arena. E não há desculpas para não assistir ao espetáculo, pois a entrada é livre. Serão 83 atletas de todo o país, das quais quatro são algarvias, a tentar conquistar um lugar de destaque na obtenção do título de campeã nacional.

«É com satisfação que a Federação Portuguesa de Ginástica (FPG) consegue trazer de novo a modalidade a Portimão, graças à Associação de Ginástica Rítmica de Portimão e à Câmara Municipal, para ter aqui, se não a maior, a melhor prova do Campeonato Nacional da primeira divisão. É uma prova individual, na qual é atribuído o título de campeã nacional de cada um dos escalões (iniciados, juvenis, juniores, juniores elite, seniores e seniores elite)», resumiu Andreia Sancho, diretora técnica nacional da FPG, durante a conferência de imprensa da prova, na segunda-feira passada, dia 18, no Pavilhão Gimnodesportivo da cidade.

Ao mesmo tempo, as atletas que vão representar o Algarve treinavam, aparentemente, sem que esta apresentação as incomodasse. Disciplina, concentração e elegância são as palavras de ordem. Esta modalidade «prima pela execução, a estética e a imagem», justifica Andreia Sancho. A prova será uma estreia para a cidade, pois, apesar de já terem sido realizadas muitas competições, a cidade nunca organizou uma que integre o Campeonato Nacional. «Desde 2011 que não promovemos a modalidade, que tem história e raízes em Portimão. É, portanto, um retorno a casa», com o auxílio das duas associações que promovem a ginástica rítmica, uma em Portimão e a outra na Mexilhoeira Grande, considerou Ana Fazenda, vereadora da Câmara Municipal.

Portimão tem três atletas a competir nesta prova nos escalões iniciado, juvenil e júnior, enquanto a da Mexilhoeira Grande terá uma atleta no escalão sénior, adiantou ainda Joaquim Paulino, presidente da Associação de Ginástica Rítmica de Portimão.

«O município está expectante, porque este será um trampolim para o que queremos que aconteça no próximo ano – o Campeonato Internacional da Taça do Mundo – prova que já tivemos». No entanto, esta competição apenas consegue concretizar-se com o empenho de diversas entidades e do apoio da sociedade civil. «Houve um conjunto de empresas de Portimão e de Lagos, que apoiaram a organização», reconheceu Joaquim Paulino.

A entrada é gratuita, numa exceção à regra da FPG. Isto porque a associação conseguiu o patrocínio do Centro Comercial Aqua Portimão e da Junta de Freguesia local, que adquiriram entradas para distribuir à população. A autarquia entregará 250 bilhetes às escolas básicas e centros de apoio a idosos, enquanto o Aqua terá 2000 ingressos para serem levantados no balcão de informações, até 29 de abril, a custo zero. A organização disponibiliza ainda entradas a 30 de abril e 1 de maio no Portimão Arena.

Categorias
Desporto


Relacionado com: