Saúde mental e cinema de mãos dadas em Faro

Festival abre às 19 horas da próxima sexta-feira, dia 7, com três exposições, mas os quatro dias serão dedicados a projetar 44 filmes.

O Museu Municipal de Faro recebe a quarta edição do Festival Internacional de Cinema e Saúde Mental (FICSAM), entre 7 e 10 de outubro.
A Associação Inconsciente Coletivo e a Direção-Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Saúde Mental, são os organizadores desta iniciativa, tendo recebido centenas de filmes, oriundos de todo o mundo. Do total a concurso apenas foram selecionados 44 para serem exibidos neste festival, que se iniciou em 2012.

«Entre os filmes selecionados encontram-se documentários, ficção, animação, videoclips e ainda filmes realizados por alunos de escolas de cinema nacionais e internacionais», revelou a organização. 

O FICSAM pretende, através da sétima arte, contribuir para sensibilizar o público para as questões relacionadas com a saúde mental.

Outros objetivos são promover a reflexão, combater o estigma e a discriminação associada a este tipo de problemáticas, bem como contribuir para promover os direitos humanos das pessoas com doença mental grave, explicam os responsáveis. 

O dia 10 de outubro, em que se assinala o Dia Mundial da Saúde Mental, é a data escolhida para, todos os anos, promover esta iniciativa.

Este ano, o tema proposto pela World Mental Health Federation para comemorar esta efeméride é «Primeiros cuidados psicológicos e de saúde mental para todos».

O Festival abre às 19 horas da próxima sexta-feira, dia 7, com as exposições de pintura e poesia, realizadas pelos utentes do Fórum Sócio Ocupacional e da Unidade de Vida Apoiada da Associação de Saúde Mental do Algarve (ASMAL), a mostra «O Desespero na Poesia», da pintora Pulita, e outra exposição da poetisa Violeta Teixeira.

Categorias
Cultura


Relacionado com: