Programa «365 Algarve» promete novas experiências em dezembro

O programa «365 Algarve» continua e, em dezembro, traz novas experiências culturais. No último mês do ano o programa convida a descobrir o Algarve através do teatro, cinema e música em igrejas, gastronomia, algumas exposições e fantásticas exibições de circo contemporâneo.

A 1 de dezembro, pelas 11h00, o Espaço + em Aljezur, recebe Vassilissa ou a Boneca no Bolso pelo Teatro O Bando. Uma história onde reina o poder feminino da intuição, a capacidade de «ver» dentro, de ouvir, de sentir e saber rapidamente como agir. A peça de teatro irá ainda passar na Antiga Serração em Monchique, a 10 de dezembro pelas 16h30.

O programa cultural «365 Algarve» passa também pelas artes como o cinema e a música. No dia 7 de dezembro, às 21h30, a Igreja de S. Clemente em Loulé, conta a história de um dos filmes mais importantes na época do cinema mudo. Cine-Concerto Video Lucem – A Mãe de V. Pudovkin, uma exibição de cinema mudo musicado pelo guitarrista português Custódio Castelo, acompanhado por convidados.
A 22 de dezembro, pelas 10h30, o Centro Histórico de Faro visita as memórias do seu passado através da animação do património – Faro Desenvolvido, um passeio encenado que terá início na Sé, passando pelo Museu Municipal de Faro, e finalizando no Espaço das Muralhas. Ao final desta viagem, El Rei D. Afonso III deixará uma mensagem aos participantes que terão ainda a oportunidade de participar numa prova de vinhos.

Na gastronomia destaque para uma versão Algarvia de Pasta e Basta Um Mambo Italiano, um laboratório culinário com origem na interculturalidade das cidades em que vivemos bem como dos alimentos que comemos. Nos dias 1 e 2 de dezembro, pelas 19h30, e dia 3 de dezembro, pelas 11h30, no Parque da Mina em Vale de Boi (Caldas de Monchique), este será um local onde qualquer pessoa poderá fazer a sua própria criação.

No dia 10 de dezembro, às 18h00, Faro vai receber o Cataplay – Espetáculo de Degustação de Cataplana Algarvia na Tertúlia Algarvia, em Vila Adentro. Esta iniciativa demonstra como as receitas tradicionais, herdadas das várias civilizações que viveram no Algarve, passam de geração para geração, de família para família, conduzindo a uma vasta variedade de receitas de cataplana que se foram modificando ao longo do tempo. Durante o espetáculo, os atores irão confecionar uma cataplana, envolvendo o público e os seus sentidos, através de aromas, mistérios, poesia, truques e alquimias.

Também as exposições terão o seu lugar de destaque neste mês de dezembro. Integradas no Ciclo de Arte Contemporânea «Um Certo Ponto de Vista», com exibição no Museu Municipal de Faro, estão as exposições Praia, de Ana André, que permanecerá até dia 3, e Tochas – uma exposição fotográfica de Vasco Célio, de 9 de dezembro a 4 de fevereiro. A primeira, inspirada pelos momentos de infância que a artista passou na praia, um lugar utópico de bem-estar onde tudo abranda e o desassossego dá lugar à felicidade. Já o registo fotográfico de Vasco Célio mostra os protagonistas da lenda contada pela Procissão das Tochas Floridas, um dos mais conhecidos patrimónios imateriais da região. Durante a inauguração desta exposição decorrerá uma prova dos melhores vinhos produzidos no Algarve.

O programa «365 Algarve» oferece ainda a possibilidade de uma passagem de ano diferente e muito divertida com o espetáculo circense Klaxon. Trata-se de uma exibição onde o mundo imaginário do ar se torna na realidade do artista. Este espetáculo conta com múltiplos artistas e talentos que constroem com corpo e alma uma viagem suspensa pelo improvável e nos limites do impossível. A exibição, feita pela Companhia de Circo Contemporâneo Akoreacro, irá decorrer de 28 a 31 de dezembro, às 21h00, e 1 de janeiro às 17h00, no Heliporto de Monchique.

A programação completa para o mês de dezembro pode ser consultada na aqui.

Categorias
Cultura


Relacionado com: