Orquestra Clássica do Sul entra em 2018 com novos palcos e parceiro nacional

Maestro Robin O'Neill.

No ano de 2018 a Orquestra Clássica do Sul (OCS) vai abraçar novos projetos e celebrar novas parcerias, contribuindo para que a música erudita alcance outros palcos e públicos, e dando a conhecer uma fase de maturidade de um projeto que começou a dar os primeiros passos há 15 anos atrás.

Numa coprodução com o Cineteatro Louletano e o Teatro Tivoli BBVA, a Orquestra Clássica do Sul criou o ciclo “Clássicos na Avenida”, um conjunto de concertos que irá ser apresentado em ambas as salas de espetáculos ao longo do ano de 2018. Nos palcos de Loulé e Lisboa irão ser executadas obras de grandes compositores com maestros ou solistas convidados.

O primeiro concerto deste ciclo, o Concerto de Ano Novo, terá lugar no Cineteatro Louletano, em Loulé, no dia 1 de janeiro, com duas sessões, a acontecer às 16h00 e às 18 horas. A Orquestra Clássica do Sul parte depois rumo a Lisboa, no dia 3 de janeiro, para apresentar o mesmo programa no Teatro Tivoli BBVA.

No Concerto de Ano Novo a Orquestra será dirigida pelo Maestro Robin O’Neill, conhecido pelo seu rigor intelectual e pela emoção profunda que coloca nas obras que dirige.

A Temporada de 2018 conta ainda com uma nova parceria e um novo ciclo – o «Lethes Clássico». O emblemático palco do Teatro Lethes em Faro vai ser outro dos novos palcos por onde vai passar a Orquestra Clássica do Sul no próximo ano, com um ciclo de música de câmara especialmente concebido a pensar naquele espaço. O programa oficial será apresentado em janeiro.

Dando continuidade aos projetos de carácter lúdico-pedagógico, a OCS mantém os ciclos de Concertos Promenade e Concertos Pedagógicos.

Direcionados para toda a família, os Concertos Promenade são, no próximo ano, subordinados ao tema «Histórias para Miúdos e Graúdos», e convidam a escutar algumas das mais belas melodias inspiradas em contos de literatura infantil.

Os Concertos Pedagógicos, organizados especialmente para a comunidade escolar, vão decorrer no 1.º trimestre do ano, chegando a mais de milhar e meio de alunos.

Integrada no ciclo «Música nas Comunidades», a atividade «A Escola recebe a OCS» regressa ao terreno, com novas edições a acontecer nos meses de janeiro e fevereiro.

O programa da OCS com atuações dedicadas a crianças e jovens, representa um importante contributo para a formação de novos públicos e assume enorme importância junto da sociedade civil, ao alargar a oferta cultural destinada aos mais novos e colaborando na democratização da cultura.

Entre outros, mantêm-se ainda os ciclos «Sinfonias Clássicas» e «Música e Natureza» com atuações em diferentes localidades e sempre com um programa de excelência.

No decorrer de 2018 a Orquestra Clássica do Sul participará também em alguns concertos concretizados no âmbito do FIMA – Festival Internacional de Música do Algarve, que decorre de 2 de março a 24 de maio.

Categorias
Cultura


Relacionado com: