Olga Roriz apresenta «Síndrome» no Cine-Teatro Louletano

O mais recente espetáculo da prestigiada Companhia Olga Roriz é a proposta do Cine-Teatro Louletano, em absoluta estreia algarvia, na sexta-feira, 17 de novembro, às 21h30.

A Companhia descreve «Síndrome» como «uma proposta inquietante e intensa, entre teatro e dança contemporânea, cujo grande tema é a experiência do humano perante a catástrofe: o que resta, como se reage e o que se sente depois de uma calamidade?»

«Homens e mulheres de cal, numa cidade ainda em guerra, carregam as memórias dos gestos. Come-se pão, fala-se sobre a dignidade humana, sobre a solidão. Vive-se a verdade, as expetativas, as aspirações e desencantos. Baralham-se as convenções, e faz-se daquele lugar um outro, ou apenas um palco a existir como tal, numa relação entre o ser humano, o tempo, o espaço e a matéria. Naqueles corpos reconstroem-se os afetos, o mundo imprime-se no olhar, no rosto, no corpo e nas palavras, em direção a outros caminhos do sentir».

«Poderá coabitar um discurso poético com um outro político, racista, religioso, sobre ataques terroristas ou os direitos humanos, a fome e os poços de petróleo, a construção do muro do México ou apenas problemas pessoais mas comuns e transmissíveis».

Na verdade, «Síndrome» parte do espetáculo «Antes que matem os Elefantes», transformando-o num novo espaço, solitário e individual, envolto num ambiente de utopia como uma suspensão da realidade, em busca do que ficou esquecido, do que se perdeu.

A direção e coreografia são assinadas por Olga Roriz, contando com os intérpretes André de Campos, Beatriz Valentim, Beatriz Dias, Bruno Alexandre, Bruno Alves, Carla Ribeiro, Francisco Rolo e Marta Lobato Faria.

A seleção musical é de Olga Roriz e João Rapozo, com cenografia e figurinos de Olga Roriz. O desenho de luz cabe a Cristina Piedade e o acompanhamento dramatúrgico a Sara Carinhas, enquanto o vídeo e pós-produção áudio são da responsabilidade de João Rapozo.

A montagem e operação de luz contam com João Chicó (Contrapeso) e a montagem e operação de som com Sérgio Milhano (Ponto Zurca). «Síndrome» é uma coprodução Companhia Olga Roriz e São Luiz Teatro Municipal.

O espetáculo tem a duração de 80 minutos, destinando-se a maiores de 12 anos e o bilhete tem um custo associado por pessoa de 12 euros, passando para 10 euros no caso dos maiores de 65 e menores de 30 anos, sendo o Cartão de Amigo aplicável a este evento.

Para mais informações e reservas os interessados podem contactar o Cine-Teatro Louletano pelo telefone 289 414 604 (terça a sexta-feira, das 13h00 às 18h00) ou pelo email [email protected] Além disso, podem consultar a página de facebook ou o website, ambos em permanente atualização, existindo também a possibilidade de compra de ingressos nos locais aderentes ou on-line através da plataforma BOL.

Categorias
Cultura


Relacionado com: