Helena Tapadinhas vence Prémio Literário Santos Stockler 2017

Após avaliação dos trabalhos concorrentes à edição de 2017 do Prémio Literário Santos Stockler, uma iniciativa do município de Lagoa, o júri deliberou, em reunião de 12 de janeiro 2018, distinguir o conto «Alfaiate» de Helena Tapadinhas.

Esta decisão, tomada por unanimidade, foi justificada pelo júri que considerou que «o conto reúne todas as qualidades previstas nos critérios, expressa uma notável capacidade de fixação literária de um património imaterial do concelho e revela uma profundidade que lhe confere uma evidente universalidade».

O prémio consta do valor pecuniário de 10 mil euros a que se junta a publicação do trabalho.

Além da primeira distinção, o mesmo júri deliberou ainda atribuir seis Menções Honrosas aos contos «Camaleão» de Ana Maria Nunes Gonçalves; «A casa de Verão» de Isabel Rio Novo; «A vida inteira num prato de barro» de Carla Marisa P. Vieira Pais; «Nepomuceno na terra dos possíveis» de David Eduardo V. Roque; «Memórias fugazes» de Paulo M. Morais e «Da permanência» de António Conduto Oliveira.

O Prémio Literário Santos Stockler foi instituído em pelo município de Lagoa em 2016 com o objetivo de promover, defender e valorizar a Língua Portuguesa e a identidade e diversidade socioculturais do concelho; promover e incentivar a criação literária, o gosto pela escrita e pela leitura, e, ainda, homenagear o poeta, jornalista e romancista lagoense, Santos Stockler.

A Cerimónia de Entrega destes prémios, realiza-se no dia 27 de janeiro 2018, na Quinta dos Vales às 15h30.

Na mesma oportunidade terá lugar a apresentação pública do livro que integra as duas Menções Honrosas atribuídas no Prémio de 2016. Será ainda apresentada a terceira edição do Prémio Santos Stockler 2018/19.

Categorias
Cultura


Relacionado com: